by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

Post

Region: Novo Brasil

#Mestre

#BioConservador

 
Concílio de Wittendorf aprova nomeação de primeira juíza híbrida da Suprema Corte Tigrina

WITTENDORF. Com 41 votos, o Concílio de Wittendorf aprovou a nomeação da procuradora imperial de Caniburg, a híbrida tigresa Stefanie Hornhaus, para a Fünfzehn Justiz Order (Ordem da Justiça dos Quinze). A juíza, de 57 anos, assumirá o cargo até 2032, quando se encerra seu mandato de 12 anos. Por causa da idade que ela terá em 2032 (69 anos), não poderá tentar uma reeleição. Ela substitui o juíz Peter Amstutz, dono da cadeira de nº 11 desde 2008.

Hornhaus é formada em direito pela Universidade de Direito Constitucional de Santágona, tendo cursado o mestrado e o doutorado pela Tigresia Universität, concluído em 1998 e tendo sido a primeira híbrida a ter um título de doutorado após a hibridização, já que, em 1997, precisou passar por um tratamento contra um câncer na garganta. Hornhaus é conhecida como uma das especialistas que auxiliou na criação, em 2007, da Carta dos Direitos Sapientes de Tigresia-Jandira, que classificou os híbridos como cidadãos plenos. Hoje, ela é uma dos especialistas que militam pela classificação como crime a discriminação contra híbridos, modificados, elfos e outras raças não-humanas ou humanos com outros tipos de modificações.

Sua nomeação se deu durante o nascimento de protestos anti-híbridos e anti-modificações, que provocaram certo furor nas redes sociais. Comentaristas políticos enxergam a nomeação de Hornhaus como uma resposta forte do governo.

"Ao indicar Stefanie Hornhaus, o governo tigrino mostra que não irá tolerar atitudes racistas, e que está muito mais inclinado a elevar o status dos híbridos do que afastá-los", afirmou o comentarista Patrick ter Havek.

----------------------------------

Tigresia, Tigresia-Jandira
2 de Fevereiro de 2020

PLANTÃO DE NOTÍCIAS - REDE EXCELSIOR

A redação do Jornal da Excelsior aparece e, nela, estão os âncoras Simon Lunn e Clara Wallner, com Clara tomando a palavra.

-- Voltamos a informar sobre os grandes protestos transhumanistas que tomaram as ruas das principais metrópoles tigrino-jandirenses. Vamos diretamente com o repórter Duda Damasceno, que está a bordo do Excelsiocóptero acompanhado pelo Comandante Linhares e pelo câmera Valent Fremaux. Duda, está nos ouvindo?

O foco da transmissão muda, indo para o repórter de trejeitos heropolitanos.

-- Estou ouvindo sim, Clara. Estamos, neste exato momento, sobrevoando as ruas da capital imperial, onde um grande protesto ocorre. As ruas estão tomadas por híbridos, modificados e humanos favoráveis à causa. Valent, aponta ali para a praça dos cinco lendários. Isso. Como vocês podem ver, a praça toda está ocupada pelos manifestantes, e nossos repórteres nas ruas confirmaram que a maioria dos cartazes e projeções ali mostradas são mensagens de apoio ao imperador, à juíza Stefanie Hornhaus, mensagens de apoio a parlamentares e membros do concílio pró-transhumanistas e várias mensagens que vão de apoios à causa híbrida e transhumana a pedidos de renúncia dos parlamentares bioconservadores. A organização afirma que há 3 milhões de pessoas nas ruas neste exato momento e, mesmo com a estimativa da polícia sendo de 2,6 milhões de pessoas, isso já supera e muito os protestos pelo fim da guerra mundial há 60 anos, que levaram quase 1 milhão de pessoas às ruas de Tigresia. É um movimento histórico que estamos presenciando. É com vocês aí no estúdio.

O foco da transmissão volta no estúdio, dessa vez focando em Simon Lunn.

-- Segundo outras informações, vários atos foram registrados nas 52 províncias, sendo os maiores deles em Tigresia, Atlantica, Padrimoor, Lynexia, Caniburg, Heropole e Alicante. Estima-se que quase 10 milhões de pessoas tenham saído de casa hoje para demonstrar apoio à causa híbrida.

O foco da imagem muda mais uma vez, indo para o especialista político Ignacio Mazzanti. O idoso, de traços medicianos, fala com um forte sotaque mediciano para as câmeras, e sua mensagem é transmitida pela rede.

-- Isso, senhoras e senhores, é uma prova de que os rumos do país estão mudando. E, quando se trata deste caso, os rumos do mundo também. O movimento, que nasceu aqui, logo vai se refletir em outras partes do mundo. Assim como o bioconservadorismo, o transhumanismo também tem fortes pontos. Talvez o que pese mais, neste sentido, é que o transhumanismo tem argumentos científicos, enquanto o bioconservadorismo tem apenas argumentos religiosos. Os próximos capítulos serão decisivos, e o que fará diferença, no caso tigrino, é o posicionamento da Tribuna dos Tigros. O povo está pedindo a cabeça de Himmler-Zyndark. A Tribuna vai ouvir o povo? É o que devemos esperar.

----------------------------------------------
NOTAS OFF

Este foi o capítulo 2 do RP, agora mostrando o lado dos transhumanistas. Novamente, provoquem a segunda parte deste RP nas suas nações.

ContextReport