by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

Novo Brasil Board

Search

Search

[+] Advanced...

Author:

Region:

Sort:

«12. . .218219220221222223»

Stone Age Electricians wrote:Olá
Ouvi falar de vocês.
E pensei que seria bom voltar a falar a minha língua.
Não há dois lugares no mundo onde as pessoas sejam mais inerentemente mais inteligentes que outras, mas admiro bastante o Brasil. Muito mesmo.
Por isso, enquanto Português de Lisboa, pergunto respeitosamente :
Há lugar para mais um ?

South Daniel wrote:Olá. Finalmente encontrei uma região em que posso falar minha língua materna...

Brasil-Vaticano wrote:Gostaria se saber como posso implantar isto no meu império:

NACIONAL-CROWMUNISMO
QUADRANTE IDEOLÓGICO: AC
QUADRANTE ECONÔMICO:AL moderado + AC  full + Full LR

O nacional-crowmunismo é uma ideologia em que a igreja está no poder e dita as "Regras imutáveis da sociedade" porém, se você ser rico você pode comprar seu território e fazer sua cidade privada seguindo as leis da igreja, e sem explorar a classe trabalhadora (Se não a igreja vai te queimar)
No Nacional-crowmunismo o globalismo está presente mas só pra comprar remédio e tecnologia, pois todas as políticas nacionais se caracterizam por chauvinismo.

PIORES CRIMES POSSÍVEIS NO NACIONAL-CROWMUNISMO

- Auto-mutilação: Propenso a tratamento psicológico intensivo
- Assassinato: Pena de morte
- Estvcpro: Tortura, 10.000 pauladas, sem nenhuma pausa, se o crime for repetido morte.
- Ped0f1l1a: Trabalho escravo por 50 anos pro governo
-Aborto: 500 chibatadas
-Trabalho escravo: Exílio.
-Venda de preservativos e material sexual: Multa de 10 milhões de reais + Biochip de monitorização

NACIONAL CROWMUNISMO TEM IMPOSTO? SIM E NÃO. Básicamente pobre e classe média não paga imposto, mas bilionários e milionários sim.

A miscigenação é extremamente motivada no nacional-crowmunismo.

#Mestre

Sejam bem-vindos à Região Novo Brasil

Esta é uma região que aceita a qualquer jogador do Nationstates que quiser participar conosco de nosso RP. Como perguntado por Stone Age Electricians, sim, sempre haverá lugares para mais um jogador.

Como entraram na região, suponho que receberam um Telegrama de boas-vindas enviado por mim mesmo, Alissonovia, orientando sobre o contexto do nosso RP e convidando para o chat ON no whatsapp regional (o mesmo pode ser encontrado num link na descrição).

Peço que leiam as regras regionais, perguntem sempre que precisarem (de preferência no meu TG) e fiquem tranquilos quanto ao mapa, ficha, entre outros.

Em relação a ideologias, história dos países e demais adaptações no RPG, discussões com outros membros da região e apresentação do contexto do país são bem-vindos. Geralmente a maioria de nós faz no chat regional no Whatsapp, mas nada impede que no RMB seja discutido também...

Atenciosamente,
Alissonovia

Sejam bem-vindos.

📰📰NÒTIJIAŠ📰📰
Secretário-Geral, Milos Bajramovič discursa na celebração dos 36 anos da República Democrática

Relembrando em seu discurso, que o Congresso Nacional proclamou a soberania do país em 1987 após a dissolução da FESA em 1986, mantendo os mesmo valores da era socialista em Alissonovia

Bajramovič também alfinetou os países de Telephassa, afirmando que o regime democrático tem corroído o continente, se mostrando hoje como "um continente frágil, dividido e sempre crise"

O discurso terminou com anúncio do endurecimento no controle das fronteiras, uma vez que a emigração tem sido um grande problema na política inueda

BREAKING NEWS

Znatsnaz informa a Embaixada de Repes que até meia-noite poderá libertar diplomatas repesianos

ADENAS, Znatsnaz - Vazou-se o cabo diplomático do Ministério dos Assuntos Estrangeiros para diplomatas repesianos que o governo de Znatsnaz poderá libertar os ocupantes até a meia-noite de hoje. O informe autoriza os diplomatas agendar saídas com escolta, permitindo também acesso à visitantes para prestação de serviços, o que estava restrito há dias. O Embaixador Repesiano recebeu o convite de encontrar-se com o Presidente da Confederação em 2 dias para reunião oficial, onde é mencionada a presença de Nataniel Ruberscutum, o Agretário-Mor do UBZ.

Meer Dragomir, Jerommé Hangnoff e Jean-Egbert Lumière embarcam hoje para Avaron

ADENAS, Znatsnaz - O Presidente da Confederação, o Ministro dos Assuntos Estrangeiros e seu antecessor embarcaram hoje para a capital de Avaron. O avião foi abastecido para uma viagem muito mais longa, e especulam que znalotes pretendem aceitar uma negociação intemediada pelos avaroneses com Repes. Antes do vôo, a comitiva do Presidente da Confederação teria se reunido no Palazzo dello Scudo Rosso, residência oficial do monarca, que está ausente em seu chalé nas montanhas no Vale de Crebifontes. Nossos jornalistas estão de plantão nos arredores dos acessos do palácio real, para descobrir quem mais pode ter participado da reunião.

Palácio Imperial nega a autoria da carta de abdicação em circulação no parlamento e exige que os autores sejam localizados e responsabilizados pela fraude.

OMNIGRADO - Em um pronunciamento breve emitido pela manhã, o Palácio Imperial em nome da Kraldzerina Karin I negou a autoria da suposta carta em circulação nos corredores do parlamento que anunciava o desejo da monarca em abdicar em favor de um sistema republicano para o "bem do povo".
O palácio considera o que chamou de "Fraude" a tentativa nefasta de associar a coroa imperial a uma abdicação e que a Kraldzerina não tem desejo algum de abandonar o trono lhe passado por sua mãe a Kraldzerina Maria V.

O pronunciando ainda cobrou das autoridades competentes que investiguem a fundo a suposta autoria da fraude e que os responsáveis sejam severamente punidos sejam eles civis ou militares.

A assessoria da presidência do império declarou em nome do Presidente Zlotan Bahamonde que estaria solicitando ao parlamento a instauração de uma comissão parlamentar de investigação para determinar os culpados e a punição pelo crime.
A tentativa de fraude foi severamente condenada pelo presidente.

A líder do governo e presidente do parlamento Anna Syzark negou em nota após o pronunciamento do Palácio Imperial que teria acreditado na veracidade da carta de abdicação e que em hipótese alguma iniciaria um processo baseado em uma carta na qual a veracidade não estivesse confirmada.

Repes envia representantes a Avaron para uma reunião diplomática com Znatsnaz.

OMNIGRADO - Após dias de tensão as relações diplomáticas com o estado znalote parecem se acalmar com a intermediação de negociações por Avaron.
A presidência do império enviou diplomatas de carreira sob uma delegação oficial ao estado avaronês para uma reunião com membros do governo znalote.
É esperado que o impasse seja resolvido e as relações entre ambos os países retornem a normalidade.

Enquanto isso as relações continuam congeladas e os adidos znalotes permanecem classificados como "Persona non grata" dentre o território repeseano.

Em nota através de sua conta oficial no Tigerwitter, o presidente Zlotan Bahamonde classificou como "muito boas" as tentativas de reconciliação empreendidas pelo estado znalote e que espera sinceramente poder dar um fim a este estado de animosidade.
É hora da PAZ, disse o chefe de estado repeseano.

#Mestre

Atualização do RP: Liga das Nações

Passando aqui no RMB para notificar de forma oficial que sábado passado, no RP da reunião da Liga das Nações feita no Whatsapp Regional, a nação de Znatsnaz foi readmitida na Liga das Nações e se comprometeu a seguir os seguintes tópicos sugeridos por Imperio de Jandira:

    → Participação de Znatsnaz na resolução da Crise de Tenebra, com a nação znalote recebendo refugiados baerakii, em quantidade a ser definida posteriormente, e garantindo, dentre outras coisas, seu estabelecimento e cidadania;
    → Atuação mais intensa de Znatsnaz no combate aos problemas sociais de Tellus, que passaram a demandar maior quantidade de recursos após justamente a Crise de Tenebra;
    → Garantias, por meio de reformas internas, da liberdade política e social, de acordo com as normas da Convenção de Adenas;
    → Proibição da saída de Znatsnaz da Liga das Nações, com o simbólico valor de 100 anos; e
    Znatsnaz abrir mão de ações ofensivas de espionagem, salvo quando a integridade da nação znalote estiver em risco, de acordo com os próprios termos da Convenção de Herópole.

Visto que foi oficializado já no dia 30, faltou apenas postar no RMB. Ações desde aquele dia feitas pelos jogadores já se encontram dentro dessas atualizações. Nações que participaram receberão prestígio na ficha.

Atenciosamente,
Alissonovia

Avaron media acordo entre Repes e Znatsnaz - Relações diplomáticas normalizadas

Após semanas de negociações nos bastidores da política externa avara, o Chanceler Ivan Tretiak anunciou hoje que um acordo foi assinado entre Repes e Znatsnaz para a normalização das relações diplomáticas entre ambos os Estados, o Chanceler afirmou que as negociações se estenderam desde a reunião na LN onde foi votada a readmissão znalote ao órgão.

Os termos do acordo serão mantidos em sigilo pelas partes, garantindo assim que não hajam possíveis interpretações descontextualizadas dos mesmos.

Além do Chanceler, o Secretário de Relações Internacionais, Leonid Zyuganov também teve papel de destaque em guiar as negociações, o acordo foi assinado pelo Ministro-mor Felix Molotov, representando Repes, e por Jerommé Hangnoff, de Znatsnaz

#Mestre

    LE ORBE
    Informação vinda dos quatro cantos do mundo!

    Acordo entre Repes e Znatsnaz, mediado por Avaron, é exposto
    Grupo dos repórteres independentes associados na Telephassa Central expõem em seus jornais os termos do acordo

OZOV - Um grupo de 127 repórteres dos países de Repes, Avaron e Znatsnaz, além de outros países telephassônicos, publicaram em redes sociais e jornais próprios ou que prestam serviços, a informação de que o tratado que finalizou as tensões znalotes-repesianas foi adquirido em sua totalidade. O Le Orbe apurou, entre cada uma das notícias, um resumo do que foi acordado entre os países:

O Estado de Znatsnaz cedeu à Repes o banco Novyybank, bem como pagou uma indenização para o Império repesiano, deixando com que Repes possa executar os espiões enviados por Znatsnaz. O corpo diplomático foi, conforme a normalização anunciada por Avaron, liberado por Znatsnaz.

O presente acordo foi oficializado nas condições de sigilo, com Znatsnaz assumindo que não enviou espiões para Repes e que o país aldaniano não deve estabelecer represália contra diplomatas znalotes.

Em sigilo da fonte das notícias, o Le Orbe não conseguiu apurar dos jornais e repórteres a origem das informações.

A surpresa da divulgação do acordo atingiu a alta cúpula dos governos de Repes, Znatsnaz e Avaron, além de provocar um sentimento de injustiça com a notícia da execução sendo permitida dos espiões znalotes pelo governo repesiano para muitas famílias znalotes e também repesianas.

Alissonovia wrote:#Mestre

    LE ORBE
    Informação vinda dos quatro cantos do mundo!

    Acordo entre Repes e Znatsnaz, mediado por Avaron, é exposto
    Grupo dos repórteres independentes associados na Telephassa Central expõem em seus jornais os termos do acordo

OZOV - Um grupo de 127 repórteres dos países de Repes, Avaron e Znatsnaz, além de outros países telephassônicos, publicaram em redes sociais e jornais próprios ou que prestam serviços, a informação de que o tratado que finalizou as tensões znalotes-repesianas foi adquirido em sua totalidade. O Le Orbe apurou, entre cada uma das notícias, um resumo do que foi acordado entre os países:

O Estado de Znatsnaz cedeu à Repes o banco Novyybank, bem como pagou uma indenização para o Império repesiano, deixando com que Repes possa executar os espiões enviados por Znatsnaz. O corpo diplomático foi, conforme a normalização anunciada por Avaron, liberado por Znatsnaz.

O presente acordo foi oficializado nas condições de sigilo, com Znatsnaz assumindo que não enviou espiões para Repes e que o país aldaniano não deve estabelecer represália contra diplomatas znalotes.

Em sigilo da fonte das notícias, o Le Orbe não conseguiu apurar dos jornais e repórteres a origem das informações.

A surpresa da divulgação do acordo atingiu a alta cúpula dos governos de Repes, Znatsnaz e Avaron, além de provocar um sentimento de injustiça com a notícia da execução sendo permitida dos espiões znalotes pelo governo repesiano para muitas famílias znalotes e também repesianas.

Meer Dragomir em rádio fala sobre reportagem sobre acordo com Repes

ADENAS, Znatsnaz – O Presidente da Confederação se irritou, riu e ironizou ao ser questionado por radialistas a respeito do suposto vazamento do consórcio de jornalistas de toda Telephassa liderados pelo jornal Le Orbe de que acordo repesiano-znalote envolveu morte sumária de espiões confessados de origem znalote. Ao ser questionado, irritado ele falou:

    Eu penso na tristeza da família de Aaron Hapold Bergman ler uma reportagem dessa, é um escárnio com a dor dela, um pai, marido e filho desaparecido e ter que ouvir isso. Não é assim que se divulga uma notícia dessa, se ao menos nos consultassem antes de divulgar, poderiam ter tido a oportunidade de lançar uma reportagem menos sensacionalista e incorreta. Aí nos resta apontar o erro.

Após a insistência, Meer Dragomir debochou dos jornalistas, dizendo tratar-se claramente de alguma conspiração promovida por descontentes com a paz e a estabilidade diplomática conquistada por mediação dos diplomatas de Avaron.

    Tem gente que ficou incomodada com a astúcia avaronesa. Eles chegaram, apontaram nosso equívoco e o equívoco repesiano.

    Os avaroneses chegaram no Jean, no Jerommé e falaram a real, não tem espiões znalotes, mas seu adido também não desapareceu por causa de Repes, simples assim. Então o que sobrou, nós havíamos detido os diplomatas de um país no calor do momento, pela coincidência infeliz das circunstâncias, achando que aquela prisão era relacionada ao fato deles acharem que os estávamos espionando.

    É uma infeliz coincidência, mas de fato, nós erramos, nós erramos e chegamos num acordo com os repesianos. O acordo é uma cifra sigilosa para indenizar Repes pela violação que cometemos em reciprocidade putativa. É devida. Pronto. Erros são cometidos, e devem ser resolvidos quando percebidos. Era isso que queriam saber? Aí vem um espertinho parindo um romance ruim de espionagem, convence uns jornalistas e dá esse escândalo midiatico. A montanha pariu um rato. O sigilo do acordo segue, porque os valores são restritos. Znatsnaz não precisa abrir caixa pra o mundo todo - é informação estratégica, não vamos abrir mão.

A respeito da suposta entrega do Novyybank, o político znalote desconversou. "Isso é outros quinhentos, é conversa de corredor. Vai ser os interessados que vão resolver, o governo repesiano é sócio do UBZ, nós só vamos ajudar a reunir. O governo znalote não se mete em interesses privados e negócios, e rematou "a reportagem parece um telefone sem fio, alguém ouviu A e saiu o abecedário, só me fez rir, a gente nem vai dá mais bola que isso".

O político znalote também elogiou as intermediações avaronesas. Que falou ser prática e rápida.

    Há modos diplomáticos de usar a neutralidade pra resolver conflitos. Temos o nosso modo quando eramos mais ativos, há o modo irkhiano, e devo dizer, os avaorneses tem seu próprio modo de intermediação profissional, os avaroneses cruzaram nossos dados. Znatsnaz e Repes não conversavam, bastava alguém parar e ouvir os dois, foi o que fizeram. Nós liberamos os diplomatas repesianos e eles os nossos, ninguém viola mais a imunidade de ninguém. Poupamos a estrutura de organismos internacionais de processar, investigar e gastar recursos com isso. Os repesianos seguem investigando quem os espionava, nós seguimos investigando o paradeiro de nosso adido, Aaron Hapold Bergman.

    O importante agora é isso. Não quero especular se algum pais fabricou acusação contra a gente, se exageraram, se algum irresponsável criativo resolveu vender a noticia pra esses jornais, a verdade é essa aí. Um bando de diplomata preso em suas belas embaixadas sendo servidos pequeno almoço, almoço e jantar, mas sem poder sair dos prédios. É sério, mas não tão sério como as preocupações de Repes e Znatsnaz agora.

    O foco nosso é nosso desaparecido, o deles é quem quis espioná-los. Nossas relações estão estabelecidas e Znatsnaz por ter escalado se sente devedora, não só figurativamente, de cooperar com os repesianos pra descobrir responsáveis e vamos pedir ajuda deles pra achar nosso diplomata.

O político também falou de projetos desenvolvimentistas, incluindo ações sociais pra auxiliar imigrantes da crise tenebri e de conflitos. Meer Dragomir informou que Znatsnaz ainda aguarda a Liga das Nações pra calcular o valor que deverá ser investido pelo país pra cumprimento dos compromissos de volta. "É meu maior legado, eu trouxe Znatsnaz de volta a LN. Quero ser lembrado assim. Minha vitória é nos dar uma segunda chance."

Mudanças constitucionais são anunciadas em Avaron na abertura dos trabalhos do legislativo

O arquiduque Karl II, anunciou ao lado do chanceler Ivan Tretiak, que os membros do legislativo chegaram a um acordo para promover algumas mudanças na constituição, em vigor desde 1925, visando "promover uma estrutura de governança mais moderna".

Sem grandes delongas nem cerimônias, as mudanças foram apresentadas diante dos membros do Conselho de Estado, que já tendo sido consultados, aprovaram por aclamação as mudanças na lei básica, proposta por iniciativa do Arquiduque, que apresentou uma moção com mais de 50.000 assinaturas de cidadãos em suporte.

As medidas, em resumo, são as seguintes:

    - O nome oficial do país, passará de Arquiducado de Avaron, para Reino de Avaron, e consequentemente o título de arquiduque passa a ser extinto, e todas as suas atribuições transferiadas ao Rei dos Avaros, que constitucionalmente seguirá sendo o Patriarca da família Avarnov, que reinará a partir de agora como Karl I, dentro das regras sucessórias cuja competência e jusrisprudência são exclusivas ao Rei.

    - O poder legislativo, passará de unicameral para bicameral, com a legislatura do Conselho de Estado, sendo substituida pela Assembléia, formada por 31 membros eleitos diretamente pelos cidadãos dos municípios, e pelo Senado Real, formado por 15 membros, nomeados pelo Rei, através de lista tríplice formada pelos indicados pelos partidos políticos que tiverem mais votos em cada um dos 15 distritos eleitorais.

    - A proteção e defesa do Reino será exercida por um exército regular, em oposição ao atual modelo de contrato com a Avarnov Associate Protection, sem prejuízo das disposições de neutralidade, essa força militar será apenas para manutenção da ordem e segurança internas, e será inicialmente limitada ao tamanho máximo de duas brigadas de infantaria, um batalhão de suporte, três batalhões blindados e dois regimentos especiais (Forças especiais e Guarda real), assim como força aérea formada por dois grupamentos de defesa aérea, um grupamento de transporte e um de suporte.

    - A execução de sentenças de morte será reduzida apenas a crimes considerados de "grande crueladade ou cometidos contra a integridade do Estado", e a aplicação passará a ser exclusivamente por enforcamento, estando doravante extintas as execuções por fuzilamento, decapitação e afogamento (embora oficialmente existisse a possibilidade, as execuções por afogamento não ocorrem desde 1803 e as execuções por decapitaçao foram realizadas pela última vez em 1919).

    Nota Oficial de Sua Majestade, o Kraldzer
    Kraldskapalaka, Capital Imperial

"Minhas saudações para com toda a população do nobilíssimo Reino de Avaron e em especial, à pessoa de Sua Majestade o Rei Karl I Avarnov, que com dignidade e respeito, traz ao seu país os ventos da democracia e ouve a voz dos povos. Decerto bem representados estão todos os ávaros, que possuem na figura de seu Rei, o desejo pela mudança, modernidade e sabedoria.

Em nome do Império Federal da Alissonovia, como representante maior de todos os alissenses que anseiam, junto a Avaron, o progresso da mãe Aldânia, meus votos de grande felicidade, paz e prosperidade ao Reino e povo de Avaron e em especial, a Sua Majestade o Rei de Avaron.

Avaron wrote:Mudanças constitucionais são anunciadas em Avaron na abertura dos trabalhos do legislativo

O arquiduque Karl II, anunciou ao lado do chanceler Ivan Tretiak, que os membros do legislativo chegaram a um acordo para promover algumas mudanças na constituição, em vigor desde 1925, visando "promover uma estrutura de governança mais moderna".

Sem grandes delongas nem cerimônias, as mudanças foram apresentadas diante dos membros do Conselho de Estado, que já tendo sido consultados, aprovaram por aclamação as mudanças na lei básica, proposta por iniciativa do Arquiduque, que apresentou uma moção com mais de 50.000 assinaturas de cidadãos em suporte.

As medidas, em resumo, são as seguintes:

    - O nome oficial do país, passará de Arquiducado de Avaron, para Reino de Avaron, e consequentemente o título de arquiduque passa a ser extinto, e todas as suas atribuições transferiadas ao Rei dos Avaros, que constitucionalmente seguirá sendo o Patriarca da família Avarnov, que reinará a partir de agora como Karl I, dentro das regras sucessórias cuja competência e jusrisprudência são exclusivas ao Rei.

    - O poder legislativo, passará de unicameral para bicameral, com a legislatura do Conselho de Estado, sendo substituida pela Assembléia, formada por 31 membros eleitos diretamente pelos cidadãos dos municípios, e pelo Senado Real, formado por 15 membros, nomeados pelo Rei, através de lista tríplice formada pelos indicados pelos partidos políticos que tiverem mais votos em cada um dos 15 distritos eleitorais.

    - A proteção e defesa do Reino será exercida por um exército regular, em oposição ao atual modelo de contrato com a Avarnov Associate Protection, sem prejuízo das disposições de neutralidade, essa força militar será apenas para manutenção da ordem e segurança internas, e será inicialmente limitada ao tamanho máximo de duas brigadas de infantaria, um batalhão de suporte, três batalhões blindados e dois regimentos especiais (Forças especiais e Guarda real), assim como força aérea formada por dois grupamentos de defesa aérea, um grupamento de transporte e um de suporte.

    - A execução de sentenças de morte será reduzida apenas a crimes considerados de "grande crueladade ou cometidos contra a integridade do Estado", e a aplicação passará a ser exclusivamente por enforcamento, estando doravante extintas as execuções por fuzilamento, decapitação e afogamento (embora oficialmente existisse a possibilidade, as execuções por afogamento não ocorrem desde 1803 e as execuções por decapitaçao foram realizadas pela última vez em 1919).

    Дневник Алденграда
    Најстарији, најутицајнији, најчитанији
    Diário de Aldengrado
    O mais velho, o mais influente, o mais lido

    Kraldzer nomeia Zlatan Lujkan como Príncipe-Regente
    Escolha foi anunciada em reunião com o Conselho Federal de Estado

ALDENGRADO - Sua Majestade Imperial e Fidelíssima o Kraldzer Alijzen VII Lujkan escolheu hoje o primo Zlatan Lujkan para servir de Príncipe-Regente, cargo importante na política alissense e imperial. Zlatan possui hoje 33 anos, é casado com Maria Lujkan, descendente do Kraldzer Lynus I "o luahariano", ramo não eletivo e distante, segundo a tradição, da família principal. Com Maria, Zlatan possui uma filha de oito anos, Kristina.

O cargo de "Príncipe-Regente" na Alissonovia não é apenas cerimonial. Representará o Kraldzer no exterior e no interior caso Sua Majestade não estiver no país. O Príncipe-Regente apontado pelo monarca também é tido como "voto favorável" em uma possível eleição caso Alijzen VII morrer ou abdicar, por exemplo.

Zlatan e Alijzen VII não eram tidos como "muito próximos" ao ponto do Kraldzer confiar a sua representação ao primo em segundo grau. Poucas vezes o príncipe-regente e o monarca se encontraram ou foram vistos juntos. Era esperado que um descendente de Pétar Karl I - e não do irmão Konstantin - fosse escolhido para o cargo, como Stefan (Lujkan) Repesiov, que era tido como favorito.

    Lei de Proibição Ideológica é abolida
    Lei que impediu oficialmente partidos de esquerda e outros "desconfiáveis ao Estado" de existirem foi substituída - apenas partidos "que divulgam dissensão e ódio e fim de direitos civis" continuam proibidos.

ALDENGRADO - A Assembleia dos Representantes votou hoje pela abolição da Lei de Proibição Ideológica, instituída em 1999 rechaçando os partidos de esquerda como "traidores" da Alissonovia, muito por causa do clamor envolvido pelo assassinato do então Príncipe-Regente Alijzen (pai do atual Kraldzer).

A abolição foi promovida pelo DPZK em conluio com outros partidos menores, o RKS e do centro, inclusive o governista Aldanska Stranka da qual o Primeiro-Presidente Marko Acinger faz parte. A lei proibitiva foi substituída por outra, que continuou a proibir partidos "extremistas" e regularizou o processo de formação, reconhecimento e aumentou a liberdade de atuação dos partidos e da importância deles no país numa cartilha que impressa dá 21 páginas.

Entre os partidos políticos ainda proibidos, o "Partido Nacional Fascista da Alissonovia", o "Somos aldanianos" e o "Partido da Obediência" continuam em destaque, com nova fórmula acrescentando "demais partidos cuja ideologia central for a dissensão, o ódio, o desrespeito à democracia e à coisa pública, minorias e demais outros preconceitos, bem como direitos civis".

Na Corte Nacional, os juízes já receberam o pedido de formação de novos partidos, entre eles o extinto e por muito tempo dominante "Partido Comunitário" e o "Partido Comunista da Alissonovia". O "Partido Socialista Alissense" já estava em formação andada, com novas atribuições e militância sendo atualizada com o fim da lei.

O Primeiro Ato de Unificação Tenshin

Representantes das 3 nações do arquipélago de Tenshima se reuniriam hoje na capital Freniana, em Shirokyo, para discutir os primeiros passos para a unificação Tenshin. A discussão durou no total 3 dias, e durante esse processo, grupos nacionalistas Frenianos e Xiburianos protestaram contra a Unificação, argumentando que as duas culturas já são muito diferentes para serem consideradas só de "Tenshima". Alguns grupos também expressaram desgosto em redes sociais, principalmente reclamando de Karei (Nova Brazilis), dizendo que eles teriam traído Tenshima no passado, e provavelmente irão trair Tenshima no futuro.

Hoje, os resultados da discussão foram publicados em redes sociais e sites governamentais, e em breve serão transmitido por TV.

  • Os 3 Reinos Tenshins (Karei (Nova Brazilis) Freny e Xiburian) concordam em no futuro próximo utilizar a mesma moeda para uso interno e externo, nome e prazo de implementação a ser definido;

  • Os 3 Reinos concordam em utilizar a mesma forma de governo, um cargo de Chefe de Governo eleito (pelo povo ou pelo parlamento) ou herdado, e a formação de um parlamento eleito democraticamente. Um prazo de até 2025 foi estabelecido para as necessárias reformas;

  • A nação de Aihara é convidada a participar da TLCT (Tratado de Livre Comércio de Tenshima), e é convidada a no futuro aprofundar os laços entre Aihara-Tenshima;

  • Um Exército em conjunto será formado, nomeado "Exércitos Defensivos de Tenshima" (EDT). Cada nação Tenshin promete doar uma quantidade indeterminada de soldados e equipamentos para a formação e manutenção do Exército, que por enquanto sua única função é de defesa do arquipélago;

  • A "Fundação KenHa" (Também chamada de "Kenkyu/Kaihatsu" ou apeas K/K) é criada, com o intuito de unificar os centros de pesquisas e desenvolvimento de Tenshima. Ela trabalhará para facilitar a comunicação de laboratórios por todo o Arquipélago, e funcionará independentemente dos 3 governos, que servirão apenas para dar uma quantidade específica de fundos e recursos para a Fundação.

Em breve os monarcas de cada um dos Reinos se expressará em publico. Preocupações sobre os movimentos nacionalistas estão crescendo, porém a descentralização e desorganização dos grupos faz com que eles não sejam um problema além de protestos e reclamações.

Mestre: Alissonovia

Alissonovia, Parah, and Mittheim

Parlamento proíbe viagens do exterior por 1 mês, estrangeiros são aconselhados a buscarem informações nas embaixadas

Alegando questão de segurança nacional, 2/3 do parlamento decidiram por fecharem as fronteiras do país, por um período de 30 dias. Estrangeiros poderão solicitar transporte as embaixadas, que será encaminhado ao Ministério do Interior que disponibilizará aviões para o retorno dessas pessoas aos seus países.

A medida visa conter a fuga massiva, em especial de nobres, que temem por uma revolução socialista, o parlamento já sinalizou que pretende abolir a nobreza ainda esse ano. Manifestações em todo país, incentivadas por sindicatos e centrais estudantis, dão apoio popular ao prosseguimento do que um parlamentar conservador chamou de "revolução sangrenta", para ele, que não quis se identificar, a um "sentimento de ódio entre as camadas mais pobres que podem acarretar na violação dos direitos humanos no país e na violência direta contra nossos familiares". O parlamentar pediu proteção aos nobres, mas obteve um não do congresso, de maioria socialista.

Segundo fontes, 32% da Nobreza do país já foi presa ou teve seus bens tomados pelo Estado, 7,3% foi condenada a morte, em tribunais que mais parecem teatros.

小さな問題

12 Pessoas presas em escândalo de corrupção do Partido Tsubasatai

Desde o começo do mês, um total de 12 membros do partido liberal, Tsubasatai, foram presas por participarem de um esquema de corrupção. A atual representante do partido, Nana Hahoi, disse que esses eventos são apenas algumas maçãs podres, e que isso não irá se repetir. O governo e a policia iniciaram uma investigação em todo o partido, e pretendem usar esse escândalo para cortar pela raiz o mal da corrupção, que ainda assombra as ruas da capital do Reino.

Não foi liberado muita informação sobre como exatamente o esquema de corrupção funcionava, mas a policia chegou a mencionar a modificação e fraude dos números de gastos governamentais. O caso só ficou conhecido quando o partido conservador, os Kenshintai, fizeram uma investigação pequena nos gastos governamentais, com o intuito de "reduzir gastos desnecessários". Nana Hahoi afirmou que a "investigação" foi iniciada apenas para diminuir a popularidade e influência do partido liberal, e que os números envolvidos no esquema estão muito exagerados.

Tanto o Kenshintai e o Partido Social Freniano (PSL), os outros dois maiores partidos do parlamento, denunciaram o partido liberal. Ambos financiando e pedindo para que a investigação do caso seja concluída sem pressa.

Grupos Nacionalistas se movimentam nas Redes Sociais

Com os protestos nas ruas de Shirokyo se acalmando, grupos nacionalistas, contra a unificação de Tenshima, começaram a ser mais ativos nas redes sociais. Propaganda contra Nova Brazilis, Xiburian e vídeos de pessoas queimando a proposta bandeira da nova Tenshima estão circulando pela internet. A grande maioria dos participantes desses grupos são pessoas mais jovens, entre 25 e 16 anos, pessoas que nasceram e viveram chamando a si mesmos de Frenianos, e não de Tenshins. Esses indivíduos estão atraindo cada vez mais seguidores, com seus principais argumentos sendo: "Freny irá perder autonomia na União" e que "Essa nova Tenshima servirá apenas como um fantoche Telephassonico em Kitainan".

Com a Rainha se pronunciando daqui a uns dias sobre o Primeiro Ato de Unificação, as expectativas sobre as palavras que a monarca Miko irá escolher e falar estão cada vez mais altas. A Rainha é o símbolo de união do povo Freniano, e agora este povo espera que ela aja como tal.

Nesse Fact vou escrever sobre os principais patrimônios da nação de Freny, sejam eles Naturais, Culturais ou Imateriais.


Os Patrimônios Reais de Freny são maravilhas culturais, naturais e imateriais escolhidos a mão pelos diversos monarcas Frenianos, e aprovados por um pequeno grupo de especialistas em História, Literatura, Arte e Cultura.

A história do PRF é longa e complicada, ela foi fundada em 1788 pelo monarca Kitaji. Originalmente chamado de "Clube Real de Literatura", ele servia basicamente como um clube do livro para a nobreza Freniana. Em 1807 o Clube publica um livro com avaliações e recomendações de clássicos Frenianos, e rapidamente o livro ganha uma popularidade enorme, sendo um dos livros mais vendidos em território Freniano (em relação a população). O Clube muda de nome em 1810, após o sucesso do livro, para "Maravilhas Culturais de Freny", e passa a avaliar maravilhas culturais em geral, como pinturas, esculturas, culinária e até música. Por fim, em 1940, o nome muda novamente para "Patrimônios Reais Frenianos" e passa a catalogar todos os patrimônios Frenianos.



Patrimônios Culturais

Museu da Arte de Senjiou

As ruinas do Museu da Arte de Senjiou servem como uma lembrança da Guerra Civil de Tenshima, que ocorreu no ano de 1935. O museu foi destruído por forças Imperiais, quando um grupo de rebeldes teriam se abrigado dentro dele. Desde 1957, ele é considerado um Patrimônio Cultural de Freny.

O Museu foi quase que completamente destruído, e é até hoje propositalmente mantido nesse estado. Dentro dele, grande parte das obras que antes eram mantidas ali foram destruídas, e as que restaram num estado bom foram retiradas do museu e movidas para uma réplica da estrutura, em outro lugar de Senjiou. O chão do segundo e terceiro andar foram totalmente derrubados.

A estrutura foi quase demolida em 1956, quando o grupo rebelde "Kenshin" (um grupo democrático, a favor da abolição da Monarquia) protestou ao redor do Museu, usando ele como um exemplo da tirania que uma monarquia pode causar. As tensões causadas pelos protestos foram grandes, e os Kenshins mobilizaram muitas pessoas, principalmente aquelas que teriam perdido entes queridos nas Grandes Guerras Ínfames, causadas pelo Império de Tenshima. No ano seguinte, o museu foi declarado um patrimônio cultural Freniano, como uma medida para acalmar os protestantes, e dizer que a monarquia Freniana é diferente do antigo Império Tenshin.

Fora dele, há uma placa com os nomes dos 14 soldados que teriam se protegido dentro do museu.

O Sino Velho

Popularmente conhecido como "Sino Velho", esse sino de bronze é datado ao século II. Esse tipo de sino, chamado de Dotaku foi muito usado por Tenshima, em rituais e cerimônias religiosas. O Sino Velho em específico, é especial por ser o mais antigo já encontrado, e principalmente, ter sido feito por nativos Frenianos. Os nativos da ilha de Honruma foram quase que completamente assimilados ou exterminados durante a colonização de Tenshima, pelo Reino de Karei.

No sino, é entalhado desenhos de diversos animais diferentes, na maioria carnívoros, em pose de ataque. É acreditado que isso era para espantar espíritos malignos, e trazer uma boa colheita, já que muitos dos animais desenhados são predadores de insetos da região. Atualmente o Sino está sob posse da Universidade de Shirokyo, na capital do Reino, e é exibido no hall principal da Universidade.

Ele já teria passado por vários museus antes, e até serviu como decoração de palácios Reais por muitos anos. Ele teria desaparecido no século XVII, e reencontrado em 1842, enterrado em uma ruína do que parecia ser um templo.

O Sino surpreendentemente está bem preservado, tanto que por isso há histórias na internet de que o sino é assombrado pelo espírito do Imperador Howaji, que governou Tenshima no século VIII. Howaji seria o Imperador que governou Tenshima durante a Grande Praga do Norte, e por coincidência o ano em que ele foi escavado houve um grande surto de gripe que infelizmente tomou a vida de muitos idosos e pessoas já mais fracas de saúde. Estes são apenas rumores, no entanto.

O Palácio Real de Shirokyo

O Palácio de Shirokyo é a moradia da família Real de Freny. Há diversas casas e estruturas dentro dele, incluindo um pequeno templo para orações da família. Cada membro próximo do atual monarca pode ocupar uma das 7 casas dentro do palácio. Atualmente, apenas 3 delas estão sendo usadas, uma para a Rainha, uma para sua irmã, e uma para seu irmão que raramente a usa, já que comumente ele está viajando.

O templo particular da família é mantido por vários cuidadores, que muitas vezes também cuidam das outras casas do palácio. O único motivo do palácio inteiro não ser considerado um templo é por ser particular, e o acesso ao público muito restrito. Apenas na virada do ano, a cada 3 anos, a entrada do público ao palácio é permitida, e um número limitado de pessoas pode utilizar o templo particular da família real. Essa tradição é muito antiga em Freny, e até hoje é dito que o templo mais puro da ilha de Honruma é o templo do palácio real, já que ele raramente sofre com o contato de pessoas impuras.

Ele foi concluído em 1760, e sofreu reformas em 1850, 1900, 1935 e recentemente em 2018.

A Vila de Yoshinabu

Atualmente um parque arqueológico, a vila de Yoshinabu é uma antiga aldeia que se data ao século III antes de Omni. Sendo constantemente escavado, já foram encontrados inúmeros artefatos antigos de extrema importância para a cultura Freniana. Esses artefatos são itens comuns como adagas, tigelas, espelhos estrangeiros, ferramentas de ferro e madeiras e até cabelo humano. A área de escavação é de aproximadamente 30 hectares, e nele já foram encontrados um cemitério com centenas de túmulos antigos, dezenas de casas, um templo primitivo e muralhas de madeira.

A vila foi encontrada em 1973, e desde então é escavada. Em 1992 foi declarada um parque histórico, onde turistas e visitantes de toda Freny exploram com a ajuda de guias a antiga aldeia.

Yoshinabu tem muita importância religiosa para os Frenianos também, já que dentro do templo da aldeia foi encontrado textos, desenhos e estátuas de vários Deuses, alguns ainda presentes na crença e folclore Freniano. A aldeia fica a aproximadamente 15km de Makyo.

O Grande Templo de Mara

O Grande Templo de Mara é, ironicamente, um pequeno templo situado perto do topo do monte Yamakane. É dito que este templo teria sido fundado pela própria Deusa Mara, a principal divindade Seishinista em Freny. Na realidade, o tempo teria sido fundado em 915 (ou 847, a data de fundação exata é disputada devido a alguns documentos confusos e por dificuldades de tradução).

Ele segue o padrão semelhante dos outros templos Seishinistas, porém sua localização única e complicada fez com que as estruturas fossem espalhadas por vários locais da montanha. Devido a isso, e devido as condições extremas do local, há um total de 3 casas com cuidadores também espalhados pelo templo. A área principal, onde é feita as oferendas á Deusa, é a parte mais alta do templo. É dito também que essa é a área onde a Deusa teria dormido, enquanto construía o Templo.

Segundo as lendas Seishinistas, Mara teria se isolado no topo da montanha e construído o templo a mão. Esse teria sido o primeiro templo Seishinista em toda a Freny (por lenda, na realidade não é o mais antigo), e marca um importante desenvolvimento da Deusa. Ela teria então descido da montanha como uma pessoa diferente. Isso é emulado como uma tradição em Freny, onde crentes mais tradicionais fazem uma espécie de peregrinarem até o templo uma vez por ano, normalmente perto das celebrações de fim de ano.



Patrimônios Naturais

O Monte Yamakane

O Monte Yamakane é a mais alta montanha da cordilheira de Zan, e de longe o maior vulcão na ilha de Honruma. O Yamakane é de extrema importância para a cultura, religião e identidade Freniana, sendo muitas vezes descrito como "o coração de Freny". Segundo as crenças, dentro do vulcão estaria escondido o Palácio de Mara, o lugar onde supostamente a Deusa atualmente reside. Há apenas 2 entradas para o palácio, uma no topo do Yamakane, e uma escondida no templo de Mara, que também fica próximo ao topo da montanha.

A economia das cidades ao redor do monte é muito dependente dele, principalmente pelo turismo. Nas cidades e templos ao redor da montanha é comum ver lugares que fazem turistas experimentarem "um dia de monge", onde o cliente passa o dia realizando rituais Seishinistas antigos, passeando pelas partes mais bonitas do templo, fazendo pequenas viagens pela montanha. Essas práticas são muito criticadas, principalmente pela parte mais conservadora da nação.

O Yamakane possui 3.472 metros de altura, é o ponto mais alto de toda Honruma. Ao seu redor, há uma bela floresta de alta altitude, é onde a maioria das vilas montanhosas de Freny habitam. Já foi encontrado pequenas casas em cavernas dentro da montanha, essas pequenas casas datam até a pré-história. Pouquíssimas delas estão abertas para visitas de turistas, no entanto.

A Ilha de Santoshi

No noroeste Tenshin, a cerca de 14km da costa, há a isolada ilha de Santoshi. Ela é uma linda, densa e humida ilha, habitada por inúmeras espécies de fauna e flora, algumas únicas da ilha. Ela é intocada por seres humanos desde 1912, quando foi proclamada propriedade da família Tazakai, e desde então, a família garante que Santoshi seja uma reserva protegida por lei.

[wip]




Patrimônios Imateriais


Read factbook

Alissonovia Lysandus

Alissonovia, Parah, and Mittheim

Deligeove Novine

O Jornal De Delige

Jornal divulga matéria com trechos de mensagens atribuídas a Dimitrije Đorđević e Aleksander Ružić e abala relações no Governo e no Parlamento

O jornal Carstvo (O Império) divulgou na manhã desta quarta-feira (17) trechos de mensagens e áudios atribuídas ao presidente do partido liberal e o atual ministro de Assuntos Internos, Justiça e Segurança Pública. Os diálogos mostram que o ministro passava informações sigilosas sobre os assuntos internos do Conselho Executivo e sugerem que ambos podem ter envolvimento com a invasão dos servidores e computadores do Partido Trabalhista.
 
O que mostram as conversas divulgadas pelo site Jornal?

  • A Reportagem apresenta conversas entre Dimitrije Đorđević, atual presidente do partido liberal, e Aleksander Ružić, Ministro dos Assuntos Internos, Justiça e Segurança Pública. Os diálogos aconteceram entre 2018 e 2022 e se dividem em três temas:

  • Dimitrije informando a Aleksander que encontrou em contato com Zolja e que irá contratá-lo. Conforme apurado pelo jornal, esse trata-se de Josif Zolja Novosel, um dos três hackers presos na invasão aos computadores e servidores do partido trabalhista no ano de 2019 antes das eleições parlamentares.
    Aleksander comunicou a Dimitrije pautas que seriam tratadas na reunião semanal do Conselho Executivo, bem como transferiu documentos sigilosos relacionados a essas pautas.

  • Foram feitas também críticas à Chanceler Ângela Alorshi em relação à sua liderança e à forma como conduz seu partido; nas palavras de Dimitrije, “é uma menina mimada que apenas conseguiu chegar ao cargo, porque tem uma família poderosa”.
     

Reações

Em nota, o ministro negou de maneira incisiva a veracidade das mensagens, bem como afirmou que tomará todas as medidas legais cabíveis para que seus detratores sejam responsabilizados. Afirmou ainda que não possui qualquer desavença com a Chanceler ou qualquer outro membro do Conselho Executivo e lamentou o fato de o jornal não ter dado a ele direito de resposta.
 
Em entrevista, o Promotor-Geral, Marko Višnjić, afirmou que se tratam de denúncias extremamente graves e afirmou que já solicitou à Supremo Corte a abertura de um inquérito para investigar as acusações.

Em rede social, Đorđević afirmou que as denúncias não passam de calúnias, com intuito de estremecer as boas relações entre os partidos da base do governo, bem como sua excelente amizade com a Chanceler. Após inúmeras manifestações de membros do seu partido pedindo seu afastamento ou renúncia, afirmou ainda que não renunciará ao cargo.

A líder do partido Trabalhista, Yanka Kovač, também em rede social, afirmou que as denúncias evidenciam atos criminosos, antidemocráticos e extremamente misóginos, que devem ser punidos de maneira exemplar. Por fim, afirmou que tomará todas as medidas cabíveis e que já apresentou ao Parlamento pedido para afastamento dos envolvidos de seu respectivos cargos e suspensão dos mandatos enquanto durarem as investigações.

A Chanceler Federal ainda não se manifestou quanto ao ocorrido. Contudo, convocou sessão extraordinária do Conselho Executivo e agendou transmissão ao vivo para toda Walterdan às 22 horas para pronunciamento do governo em conjunto com o Imperador.

Fontes próximas à Chanceler informaram que ela não se demonstrou abalada com as notícias. Contudo, há movimentações entre os membros do Conselho para exigir a renúncia do ministro Ružić. Disseram ainda que uma ala do governo encabeçada pelo ministro da defesa tem pressionado a Chanceler a romper a aliança com o partido liberal e promover uma nova frente de governo com o Partido Trabalhista.

Alissonovia, Freny, Parah, and Veleste

12° Reunião Extraordinária do Conselho Popular de 2023

O Conselho Popular declara o "Estado Socialista de Parah", onde todo o poder emana da classe trabalhadora e define, inicialmente, por meio de sessão extraordinária:

    1) O fim do domínio privado sobre as grandes propriedades de terra, sem compensação advinda do Estado e sua distribuição para trabalhadores sem terra. Todo bem natural passa a pertencer exclusivamente aos trabalhadores, geridos por cooperativas a serem criadas.

    2) A nacionalização e estatização de todas as empresas nacionais, que serão regidas por meio de uma política popular, sem ter como objetivo o lucro, geridas pelo Conselho de Planejamento Econômico, associado ao Ministério da Economia.

    3) A nacionalização e estatização dos bancos, filiados, agora, ao Conselho Financeiro Nacional, que responde politicamente só ao Banco Central, sob comando do Conselho Popular.

    4) Decreta o fim das obrigações de pagamento as dívidas internacionais contraídas durante a monarquia, como o primeiro golpe contra o capital internacional. Posiciona contrário a toda forma de dominação e se alinha a autodeterminação dos povos.

    5) Estabelece o trabalho obrigatório, como forma de conter o parasitismo de castas sociais que se sustentaram pela força do trabalhador.

    6) Declara-se, por fim, o armamento da população, a fim de criar uma nova força armada, expurgando as influências burguesas que porventura comandam e dominam as forças armadas e, assim, cria-se o Exército Vermelho. A política militar da ESP será definido pela não intervenção estrangeira, defesa da soberania dos povos e pela diplomacia internacional, buscando a harmonia dos trabalhadores de todos os povos, por meio da Cúpula Internacional dos Trabalhadores.

O Conselho aponta ainda um Secretário-Geral, que será responsável pela política exterior do país e por chefiar o Gabinete de Ministros composto por membros do Partido dos Trabalhadores. O poder do secretário geral estará limitado pelo poder do Conselho Popular, enquanto o período de transição estiver em progresso e o Estado abolido. As medidas estarão em vigor imediatamente.

Assinado: [Lista de 500 membros do parlamento] [22 Generais do Exército] [22 organizações populares + suas lideranças.

Os primeiros dias após a revolução

Iana amanheceu como se nada tivesse acontecido, como se no dia anterior canhões e homens armados não tivessem desfilado por sobre a avenida principal, de onde o Imperador, que sequer chegou a ser entronizado, foi preso. Alguns generais tentaram se movimentar, ataques a norte e por algumas horas tiveram o controle de quase metade da cidade de Iana, mas era aquela metade pobre, exaltada pela revolução, armados e que logo caíram nas graças de alguns membros do baixo escalão do exército, em suma, foi uma revolução sem muita violência aparente.

As mulheres tiveram papel fundamental, assumiram diversas posições nas milícias populares, fizeram verdadeiros escudos humanos para defender nossos homens dos tiros dos soldados, incapazes de atirar em suas primas, irmãs, avós, mães e companheiras. Elas comandaram a revolução e ditaram seu ritmo, manifestando sua vontade máxima com Alyssa Ayn, como mente por trás do Partido e Secretária-Geral da ditadura do proletariado. Tão logo assumiu Alyssa declarou em vídeo que circulou nas redes sociais, o fim do "patriarcado" e das opressões estruturais do homem sobre a mulher na sociedade parahi. Não à toa, o atual Gabinete de Ministros terá apenas um homem, no comando do Ministério da Cultura.

O Conselho Popular, que é o parlamento Parahi, agora ostenta a foice e o martelo, os membros, todos fazem parte do Partido Trabalhista, agora renomeado Partido Comunista Parahi, que vai comandar o país num sistema de partido único, mas planeja-se, sobretudo quando a poeira baixar, a criação de um sistema de sorteio entre aqueles que desejem contribuir para o prosseguimento da revolução, que não pode parar. O Conselho dos Sábios, instituição máxima do judiciário do país, será composto por nomes indicados diretamente pelo Conselho Popular, com os principais nomes do abolicionismo penal e pensadores do comunismo.

Aos nobres, cabe a sua extinção e o julgamento pelos seus crimes. Devemos, assim, assumir, que todos aqueles homens na linha de sucessão ao trono, independente da idade, estão condenados à morte, para que não haja possibilidade de reivindicação ao trono. As mulheres e moças, estarão livres para seguir seu caminho, menos aquelas com tal associação que possa por em risco a segurança nacional, essas ou serão presas ou condenadas à morte. Crianças e adolescentes, de todos os gêneros, pertencentes as castas nobres mais baixas passarão pelo Instituto de Reeducação Política, para imbuir neles o valor do trabalho e do comunismo e retornarão à sociedade como membros da classe trabalhadora, como camaradas. A violência, infelizmente, faz parte do processo revolucionário, e enquanto todos os envolvidos não forem julgados, ela não pode parar.

As rádios, serviços de televisão e internet estão por ora desativados, mas voltarão aos poucos. Primeiro a rádio, depois a televisão, com proibição a sinais vindos do exterior e depois a internet. Com o uso de sua tecnologia e capacidade de pesquisa, se pretende desenvolver uma internet própria e fechar o resto do país as informações advindas das potências burguesas.

Assim, esses são os primeiros movimentos do governo.

#OperaçãoTresvarioImpoluto

Operação conjunta do Real Constabulário de Polícia e Bureau de Investigação cumpre mandados contra bancos e banqueiros

ADENAS, Znatsnaz - Antes do sol nascer viaturas com giroscópio ligado se organizavam num pátio de um dos aeroportos internacionais da cidade em comboios recheados de procuradores, comissários de polícia e agentes da nova unidade policial de cooperação internacional se dividiam com equipes de policiais equipados não com armas, fuzis ou coletes balísticos, mas sacos e drivers para recolher provas, os veículos partiram em grupos se dividindo pela cidade de Adenas, mas a operação ocorria simultaneamente em Filadelfos, Primaterna e Fourtlet. A enorme presença de policiais deslocados para o Cantão de Novaterna já apontava os indícios para os jornalistas que para poderem acompanhar de perto os desenrolar dos fatos tiveram que assinar compromissos antes das credenciais que os permitiam embarcar em veículos no comboio: "nenhuma publicação até as 11h da manhã", explicaram.

O principal alvo da operação policial foi o maior cartel bancário do país a União de Bancos de Znatsnaz, que desde que Meer Drogomir assumiu o poder vencendo seus prediletos, vem sofrendo uma coincidente cruzada ou jihad - mais um capítulo que alimenta a teoria de que o governo trava uma luta indiscreta contra a família mais poderosa da economia nacional, os Ruberscutum - ou seria a narrativa bancada pelos muitos veículos midiáticos que a família é sócia? Nataniel Ruberscutum, o Argentário-Mor, o pomposo título arcaico para o comandante da confederação bancária tão antiga como Telephassa é velha, não precisava ser encontrado. Há meses Nataniel tem uma ordem de restrição, policiais já estavam à postos à entrada de suas residências e apenas foram rendidos pelas equipes que chegaram para realizar as buscas.

A operação em Adenas, Filadelfos e Fourtlet não durou mais que 3h, mas em Primaterna, a pomposa sede do prédio mais luxuoso da velha capital térnia ainda ocorre. Passada as 11h, os meios de comunicação de todo país começam a relatar a ocorrência. Entretanto, nenhuma notícia do relatório final que fora prometido nos primeiros indícios de raios de sol, afinal, Primaterna estava demorando mais do que o esperado. Então, as 12h00, mais ou menos 1h atrasados na sede do Grupamento Aeronáutico de Polícia de Adenas, improvisado como quartel-general da grande operação policial. Os comandantes se amontoam ombro à ombro sobre o quadro xadrez preparado para pano de fundo de anúncio, expectando a foto geralmente souvenir de carreira, que esperam um dia mostrar para filhos e netos orgulhosamente.

"Uma investigação sigilosa que durou 24 meses", foi o que disse hoje pela manhã o líder da Força-Tarefa que reuniu Real Procuradoria Geral da Confederação, Real Constabulário de Polícia e Bureau de Investigações de Znatsnaz, numa bancada improvisada com os símbolos das instituições em um jogo de xadrez vermelho e branco. O nome Roderick Berxtóvia, explicou em planos gerais as operações autorizadas pelo Tribunal Cantonal de Adenas pelo Juiz Amadeus Montan da 22ª Jurisdição Especializada em Relações Financeiras. Eis a declaração:

    Hoje, autorizados pelo Judiciário, o Estado Sublime realizou uma grande operação policial fruto de uma penosa investigação que visa combater e coibir criminosos transnacionais encastelados em suas funções públicas e profissionais como fachada para enriquecer realizando todo tipo de ilícito de colarinho branco que vai de lavagem de dinheiro, fraude fiscal à evasão de divisas. Durante alguns anos as autoridades policiais e investigativas tem se dedicado à perscrutar o que ocorria na gestão dessa que é a maior instituição financeira de nosso país e um cartão postal para Znatsnaz, e graças a a ajuda de várias mudanças legislativas e de política pública na área de complience com cooperação internacional, finalmente, começa hoje o que esperamos tornar-se uma verdadeira faxina institucional. As operações ainda estão ocorrendo, mas já possível antecipar que fatos serão esclarecidos. A origem dos requerimentos de cooperação que serviram para embasar os mandados que hoje cumprimos devem ficar em sigilo enquanto as autoridades estrangeiras sustentarem o sigilo ou enquanto nenhuma revisão ocorrer nas instâncias superiores

A operação recebeu o codinome de Tresvario Impoluto. Tresvario pode significar delírio, enquanto Impoluto como algo puro. Ocorreu com mandados de prisão preventiva, tomadas de depoimento, diligências convertidas em condução coercitiva e mesmo com prisões. O juiz Amadeus Montan encarregado da fase de instrução, garantias e autorização de diligências não estava na sede do Tribunal Cantonal de Adenas durante toda a ação, mas disponível por um canal aberto para advogados. Ainda pela manhã escritórios de advocacia por todo país rapidamente direcionaram equipes para mobilizar-se na defesa de seus clientes. Dois dos maiores escritórios de advocacia do país foram convocados, o Spettro, Standard, Arme & Beleuchtet - AA e o Perssone & Hartmman - AA enviaram um exército de paralegais e advogados para acompanhar a ação que vinha ocorrendo na sede do banco.

Mais notícias seguirão em breve.

#Mestre

Metagame

Para fins de RP, o presente factbook estará já funcionando:

As ideologias no NSBR (Região Novo Brasil – Nationstates) são as forças motrizes por trás de ações do governo ou da população em geral. Adaptado do jogo da Paradox Interactive Victoria II, somado com um pouco da originalidade do RP e de outras atualmente vistas no mundo afora, abaixo se encontram as ideologias que são vigentes no jogo.


Nota: Esse documento pode ser acrescentado ou revisado de acordo com o desenvolvimento da história regional.


Conservadorismo
“Proteção, firmeza, ordem”

O Conservadorismo é a ideologia que visa a ordem como fim social. Os conservadores são representados como os “velhos resistentes às mudanças”, buscando pragmatismo para resolver problemas e respeito a instituição, tradições ou cultura dominante, hesitando aderir a decisões que mudam abruptamente um sistema/modo de vida. Economicamente, nos fins do RP, o movimento conservador visa o protecionismo. Em Tellus, é representado pela Associação dos Conservadores, fundado em Girania por iniciativa do partido Blue House no século XX.

Vertentes do Conservadorismo: movimentos religiosos, partidos liberais-conservadores.


Reacionarismo
“Retorno às origens, revolução, fim do mundo moderno”

O Reacionarismo não apenas visa a ordem e a tradição como também almeja um retorno “aos bons e velhos tempos”, sendo contrário toda e qualquer manifestação da sociedade atual, considerando ela “fadada à derrota”, como “tempos difíceis criados por homens fracos” em relação ao que pensa a respeito de um mundo idealizado que já existiu como “tempos bons criados por homens fortes”. O reacionário pretende lutar contra desejos do mundo atual, contra o sistema internacional, contra a coletividade e pode aparecer em cenários de crise, com desconfiança das instituições ou mesmo problemas que questionam diretamente as bases culturais da população. Movimentos reacionários geralmente fazem vista grossa à perseguições de minorias (alguns apoiam), problemas da desigualdade social ou mesmo do avanço tecnológico.

Vertentes do Reacionarismo: extremistas políticos, extremistas religiosos, movimento neoconservador, tradicionalistas.


Nacionalismo
“Identidade, luta, soberania”

O Nacionalismo é a ideologia que visa a ascensão do Estado e do povo em detrimento dos outros países ou povos. Os nacionalistas são “fanáticos e orgulhosos”, buscando mudar o sistema internacional em busca da melhoria do país, inclusive taxando movimentos contrários ao que acreditam de “traidores da pátria”. Os nacionalistas concordam com os conservadores na manutenção da ordem, tradição e cultura, porém exaltam grandes mudanças por meio de luta, revolução ou até mesmo, perseguição. Nos fins do RP, nacionalistas tendem a serem xenofóbicos ou mesmo criarem rixas com culturas minoritárias do país.

Vertentes do Nacionalismo: Movimentos de independência, fascistas, reacionários, extremistas religiosos.


Liberalismo
“Liberdade, individualidade, escolha”

O liberalismo acredita que a liberdade das pessoas é o principal fim social. Os liberais são os que visam a mitigação do poder do Estado para o progresso da comunidade, buscando também a defesa e crescimento dos direitos civis e sociais que uma pessoa possui dentro do Estado. Os liberais tendem a se inclinar à democracia e a pautas econômicas mais livres do dedo do Estado e também a pautas que buscam diminuir barreiras econômicas/sociais entre países. É geralmente apoiado pela classe empresarial, nos fins do RP.

Vertentes do liberalismo: Movimentos democráticos, movimentos de direitos civis, partidos pró-empresariais, movimento globalista.


Libertarianismo
“Liberdade, fim do Estado, independência”

O libertarianismo é a filosofia que crê no fim do Estado e na total independência de cada ser como pessoa individual dotada da liberdade e da consciência. Os libertários são uma das vertentes do liberalismo que atingiu condução própria, se juntando aos ideais anarquistas que dominaram a Telephassa durante a Terceira Guerra Mundial (1928 – 1935) e após ela. Tendo origem no liberalismo, os libertários quando em parlamentos ou cargos representativos no Estado tendem a apoiar os liberais.
Vertentes do libertarianismo: Luditas, anarquistas pantaristas, minarquistas, movimentos pró-drogas.


Trans-Humanismo
“Escolha, identidade, liberdade”

O movimento trans-humanista foi iniciado em Tigresia-Jandira logo após o incidente em Tigbrullen (1972). Ele advoga pela liberdade dos híbridos e das pessoas que possuem intenção em se tornar híbrida ou ainda cyberaug. O movimento trans-humanista ainda abraçou como aliados na luta, outros movimentos pequenos como minorias étnicas, raciais (elfos e anões), religiosas ou perseguidas. Geralmente é neutro em relação a outros posicionamentos, como economia ou papel do Estado, mas sempre se direcionam a favor da expansão e proteção dos direitos civis. É unido atualmente na Convenção dos Partidos pelos Direitos Sapientes, convenção essa que foi mobilizada internacionalmente a favor da renomeação da Carta de Adenas em “humano” para “sapiente”.

Vertentes do Trans-Humanismo: Movimento extremista híbrido, movimentos élficos, movimentos de inclusão, movimento antirracista.


Socialismo
“Igualdade, capacidade, desenvolvimento conjunto”

O socialismo é uma ideologia que advoga pela igualdade e bem estar da população como fim social único, buscando dar condições melhores a todos e tratamento igualitário, desenvolvendo a sociedade no espírito coletivista. Os socialistas aparecem principalmente entre classes mais pobres e menos favorecidas e acreditam que o papel do Estado é intervir e auxiliar essas classes para que todos possam se desenvolver. O socialismo foi criado no final do século XIX e atuou na égide da Internacional Socialista, convenção em 1950 feita em Aldengrado, Alissonovia Socialista. Seus fins econômicos são planejados pela administração do Estado e geralmente são contrários ao mundo capitalista consumista. Outros fins sociais são a manutenção do ambiente e a descrença no sistema individualizado do homem.

Vertentes do Socialismo: Partido verde, movimento social democrata, movimento social-pantarista, movimentos sindicais, partidos trabalhistas.


Comunismo
“Igualdade, poder do proletário, revolução”

O comunismo é o socialismo ao extremo, elevando armas para atingir a Revolução e atingir o “real comunismo” que seria a ausência do Estado com os trabalhadores possuindo os meios de produção e o fim da desigualdade social. Os comunistas valorizam a ordem vinda das classes baixas, buscando sobrepô-las em relação às classes altas da sociedade. Nos fins do RP, países que são socialistas ou comunistas possuem pessoas dessas ideologias que geralmente advogam pela continuidade do regime e pela manutenção da ordem e da coletividade.

Vertentes do Comunismo: Kazeyvicanismo-Venstrianismo, Hesnovicismo, Zamorismo, movimento anarco-comunista, movimento tecno-comunista.


Culto à Personalidade
“Exemplo, submissão, lealdade”

Embora não sendo uma ideologia concreta, o culto à personalidade é envolvido diretamente com ações populistas de um governo ou pessoa em comum. Ele geralmente aparece nas ideologias nacionalistas, comunistas ou ainda conservadoras (na forma de um “pai da pátria” como salvador do sistema político). Os devotos de alguma ideologia ou pessoa arriscam a vida por ela e geralmente não questionam as opiniões de quem está acima – a não ser que houver fracasso do intento do soberano ou absurdo notório. Nos fins do RP, está envolvido diretamente em governos que conseguem adquirir extrema popularidade e geralmente com líderes que não se enquadram (ou se enquadram em mais de três) ideologias.

Vertentes do Culto à Personalidade: Teocracia absoluta, monarquia absoluta, ditadura vitalícia, movimentos extremistas.


Tecnocracia
“Aptidão, evolução, planejamento”

O movimento tecnocrata visa o planejamento da sociedade como fim social. Ele se baseia na exatidão que pode ser proporcionada por meio da ciência para eliminar a “corrupção” gerada pelo homem no governo. Os entusiastas da tecnocracia acreditam que a ciência pode direcionar a humanidade a uma era dourada baseando-se na aptidão de cada pessoa e no desenvolvimento de suas capacidades. Os tecnocratas geralmente apoiam pautas em que o emprego de tecnologias seja ampliado, defendido ou mesmo planejado. Economicamente, também são a favor geralmente de uma economia planificada pelo Estado – controlado pelo sistema – que deva atender as necessidades conforme dado pelo banco de dados.

Vertentes da Tecnocracia: Democracia Guiada, Extremismo tecnocrático, movimento cyberaug.


Monarquismo
“Lealdade, Firmeza, Aptidão”

O movimento monarquista é, no contexto do RP, um movimento que advoga pela instauração ou vigência do governo de um só (monarca). É diferente do Culto à Personalidade por causa de que é advogado apenas a forma de Estado para um país que ainda assim, pode continuar como uma democracia. O movimento monarquista apela ao monarca a figura de pai da pátria e “representante maior” da população, cujas funções cerimoniais ou mesmo de governo venham a melhor atender as condições da população.

Vertentes do monarquismo: Absolutismo, entusiastas da teocracia, movimentos conservadores.

Read dispatch

Mais informações ou perguntas, TG ou no Chat ON do Whatsapp.

Também lembrando...

Ocorrerá no Chat ON do Whatsapp, link no WFE, neste domingo às 14h em Brasília a segunda parte da reunião da Liga das Nações que definirá a relação entre Alissonovia e a Liga das Nações. Conto com a presença de todos!

Att,
Alissonovia
Mestre de RP

Tenshima wrote:O Primeiro Ato de Unificação Tenshin

Representantes das 3 nações do arquipélago de Tenshima se reuniriam hoje na capital Freniana, em Shirokyo, para discutir os primeiros passos para a unificação Tenshin. A discussão durou no total 3 dias, e durante esse processo, grupos nacionalistas Frenianos e Xiburianos protestaram contra a Unificação, argumentando que as duas culturas já são muito diferentes para serem consideradas só de "Tenshima". Alguns grupos também expressaram desgosto em redes sociais, principalmente reclamando de Karei (Nova Brazilis), dizendo que eles teriam traído Tenshima no passado, e provavelmente irão trair Tenshima no futuro.

Hoje, os resultados da discussão foram publicados em redes sociais e sites governamentais, e em breve serão transmitido por TV.

  • Os 3 Reinos Tenshins (Karei (Nova Brazilis) Freny e Xiburian) concordam em no futuro próximo utilizar a mesma moeda para uso interno e externo, nome e prazo de implementação a ser definido;

  • Os 3 Reinos concordam em utilizar a mesma forma de governo, um cargo de Chefe de Governo eleito (pelo povo ou pelo parlamento) ou herdado, e a formação de um parlamento eleito democraticamente. Um prazo de até 2025 foi estabelecido para as necessárias reformas;

  • A nação de Aihara é convidada a participar da TLCT (Tratado de Livre Comércio de Tenshima), e é convidada a no futuro aprofundar os laços entre Aihara-Tenshima;

  • Um Exército em conjunto será formado, nomeado "Exércitos Defensivos de Tenshima" (EDT). Cada nação Tenshin promete doar uma quantidade indeterminada de soldados e equipamentos para a formação e manutenção do Exército, que por enquanto sua única função é de defesa do arquipélago;

  • A "Fundação KenHa" (Também chamada de "Kenkyu/Kaihatsu" ou apeas K/K) é criada, com o intuito de unificar os centros de pesquisas e desenvolvimento de Tenshima. Ela trabalhará para facilitar a comunicação de laboratórios por todo o Arquipélago, e funcionará independentemente dos 3 governos, que servirão apenas para dar uma quantidade específica de fundos e recursos para a Fundação.

Em breve os monarcas de cada um dos Reinos se expressará em publico. Preocupações sobre os movimentos nacionalistas estão crescendo, porém a descentralização e desorganização dos grupos faz com que eles não sejam um problema além de protestos e reclamações.

Mestre: Alissonovia

Freny wrote:小さな問題

12 Pessoas presas em escândalo de corrupção do Partido Tsubasatai

Desde o começo do mês, um total de 12 membros do partido liberal, Tsubasatai, foram presas por participarem de um esquema de corrupção. A atual representante do partido, Nana Hahoi, disse que esses eventos são apenas algumas maçãs podres, e que isso não irá se repetir. O governo e a policia iniciaram uma investigação em todo o partido, e pretendem usar esse escândalo para cortar pela raiz o mal da corrupção, que ainda assombra as ruas da capital do Reino.

Não foi liberado muita informação sobre como exatamente o esquema de corrupção funcionava, mas a policia chegou a mencionar a modificação e fraude dos números de gastos governamentais. O caso só ficou conhecido quando o partido conservador, os Kenshintai, fizeram uma investigação pequena nos gastos governamentais, com o intuito de "reduzir gastos desnecessários". Nana Hahoi afirmou que a "investigação" foi iniciada apenas para diminuir a popularidade e influência do partido liberal, e que os números envolvidos no esquema estão muito exagerados.

Tanto o Kenshintai e o Partido Social Freniano (PSL), os outros dois maiores partidos do parlamento, denunciaram o partido liberal. Ambos financiando e pedindo para que a investigação do caso seja concluída sem pressa.

Grupos Nacionalistas se movimentam nas Redes Sociais

Com os protestos nas ruas de Shirokyo se acalmando, grupos nacionalistas, contra a unificação de Tenshima, começaram a ser mais ativos nas redes sociais. Propaganda contra Nova Brazilis, Xiburian e vídeos de pessoas queimando a proposta bandeira da nova Tenshima estão circulando pela internet. A grande maioria dos participantes desses grupos são pessoas mais jovens, entre 25 e 16 anos, pessoas que nasceram e viveram chamando a si mesmos de Frenianos, e não de Tenshins. Esses indivíduos estão atraindo cada vez mais seguidores, com seus principais argumentos sendo: "Freny irá perder autonomia na União" e que "Essa nova Tenshima servirá apenas como um fantoche Telephassonico em Kitainan".

Com a Rainha se pronunciando daqui a uns dias sobre o Primeiro Ato de Unificação, as expectativas sobre as palavras que a monarca Miko irá escolher e falar estão cada vez mais altas. A Rainha é o símbolo de união do povo Freniano, e agora este povo espera que ela aja como tal.

Nesse Fact vou escrever sobre os principais patrimônios da nação de Freny, sejam eles Naturais, Culturais ou Imateriais.


Os Patrimônios Reais de Freny são maravilhas culturais, naturais e imateriais escolhidos a mão pelos diversos monarcas Frenianos, e aprovados por um pequeno grupo de especialistas em História, Literatura, Arte e Cultura.

A história do PRF é longa e complicada, ela foi fundada em 1788 pelo monarca Kitaji. Originalmente chamado de "Clube Real de Literatura", ele servia basicamente como um clube do livro para a nobreza Freniana. Em 1807 o Clube publica um livro com avaliações e recomendações de clássicos Frenianos, e rapidamente o livro ganha uma popularidade enorme, sendo um dos livros mais vendidos em território Freniano (em relação a população). O Clube muda de nome em 1810, após o sucesso do livro, para "Maravilhas Culturais de Freny", e passa a avaliar maravilhas culturais em geral, como pinturas, esculturas, culinária e até música. Por fim, em 1940, o nome muda novamente para "Patrimônios Reais Frenianos" e passa a catalogar todos os patrimônios Frenianos.



Patrimônios Culturais

Museu da Arte de Senjiou

As ruinas do Museu da Arte de Senjiou servem como uma lembrança da Guerra Civil de Tenshima, que ocorreu no ano de 1935. O museu foi destruído por forças Imperiais, quando um grupo de rebeldes teriam se abrigado dentro dele. Desde 1957, ele é considerado um Patrimônio Cultural de Freny.

O Museu foi quase que completamente destruído, e é até hoje propositalmente mantido nesse estado. Dentro dele, grande parte das obras que antes eram mantidas ali foram destruídas, e as que restaram num estado bom foram retiradas do museu e movidas para uma réplica da estrutura, em outro lugar de Senjiou. O chão do segundo e terceiro andar foram totalmente derrubados.

A estrutura foi quase demolida em 1956, quando o grupo rebelde "Kenshin" (um grupo democrático, a favor da abolição da Monarquia) protestou ao redor do Museu, usando ele como um exemplo da tirania que uma monarquia pode causar. As tensões causadas pelos protestos foram grandes, e os Kenshins mobilizaram muitas pessoas, principalmente aquelas que teriam perdido entes queridos nas Grandes Guerras Ínfames, causadas pelo Império de Tenshima. No ano seguinte, o museu foi declarado um patrimônio cultural Freniano, como uma medida para acalmar os protestantes, e dizer que a monarquia Freniana é diferente do antigo Império Tenshin.

Fora dele, há uma placa com os nomes dos 14 soldados que teriam se protegido dentro do museu.

O Sino Velho

Popularmente conhecido como "Sino Velho", esse sino de bronze é datado ao século II. Esse tipo de sino, chamado de Dotaku foi muito usado por Tenshima, em rituais e cerimônias religiosas. O Sino Velho em específico, é especial por ser o mais antigo já encontrado, e principalmente, ter sido feito por nativos Frenianos. Os nativos da ilha de Honruma foram quase que completamente assimilados ou exterminados durante a colonização de Tenshima, pelo Reino de Karei.

No sino, é entalhado desenhos de diversos animais diferentes, na maioria carnívoros, em pose de ataque. É acreditado que isso era para espantar espíritos malignos, e trazer uma boa colheita, já que muitos dos animais desenhados são predadores de insetos da região. Atualmente o Sino está sob posse da Universidade de Shirokyo, na capital do Reino, e é exibido no hall principal da Universidade.

Ele já teria passado por vários museus antes, e até serviu como decoração de palácios Reais por muitos anos. Ele teria desaparecido no século XVII, e reencontrado em 1842, enterrado em uma ruína do que parecia ser um templo.

O Sino surpreendentemente está bem preservado, tanto que por isso há histórias na internet de que o sino é assombrado pelo espírito do Imperador Howaji, que governou Tenshima no século VIII. Howaji seria o Imperador que governou Tenshima durante a Grande Praga do Norte, e por coincidência o ano em que ele foi escavado houve um grande surto de gripe que infelizmente tomou a vida de muitos idosos e pessoas já mais fracas de saúde. Estes são apenas rumores, no entanto.

O Palácio Real de Shirokyo

O Palácio de Shirokyo é a moradia da família Real de Freny. Há diversas casas e estruturas dentro dele, incluindo um pequeno templo para orações da família. Cada membro próximo do atual monarca pode ocupar uma das 7 casas dentro do palácio. Atualmente, apenas 3 delas estão sendo usadas, uma para a Rainha, uma para sua irmã, e uma para seu irmão que raramente a usa, já que comumente ele está viajando.

O templo particular da família é mantido por vários cuidadores, que muitas vezes também cuidam das outras casas do palácio. O único motivo do palácio inteiro não ser considerado um templo é por ser particular, e o acesso ao público muito restrito. Apenas na virada do ano, a cada 3 anos, a entrada do público ao palácio é permitida, e um número limitado de pessoas pode utilizar o templo particular da família real. Essa tradição é muito antiga em Freny, e até hoje é dito que o templo mais puro da ilha de Honruma é o templo do palácio real, já que ele raramente sofre com o contato de pessoas impuras.

Ele foi concluído em 1760, e sofreu reformas em 1850, 1900, 1935 e recentemente em 2018.

A Vila de Yoshinabu

Atualmente um parque arqueológico, a vila de Yoshinabu é uma antiga aldeia que se data ao século III antes de Omni. Sendo constantemente escavado, já foram encontrados inúmeros artefatos antigos de extrema importância para a cultura Freniana. Esses artefatos são itens comuns como adagas, tigelas, espelhos estrangeiros, ferramentas de ferro e madeiras e até cabelo humano. A área de escavação é de aproximadamente 30 hectares, e nele já foram encontrados um cemitério com centenas de túmulos antigos, dezenas de casas, um templo primitivo e muralhas de madeira.

A vila foi encontrada em 1973, e desde então é escavada. Em 1992 foi declarada um parque histórico, onde turistas e visitantes de toda Freny exploram com a ajuda de guias a antiga aldeia.

Yoshinabu tem muita importância religiosa para os Frenianos também, já que dentro do templo da aldeia foi encontrado textos, desenhos e estátuas de vários Deuses, alguns ainda presentes na crença e folclore Freniano. A aldeia fica a aproximadamente 15km de Makyo.

O Grande Templo de Mara

O Grande Templo de Mara é, ironicamente, um pequeno templo situado perto do topo do monte Yamakane. É dito que este templo teria sido fundado pela própria Deusa Mara, a principal divindade Seishinista em Freny. Na realidade, o tempo teria sido fundado em 915 (ou 847, a data de fundação exata é disputada devido a alguns documentos confusos e por dificuldades de tradução).

Ele segue o padrão semelhante dos outros templos Seishinistas, porém sua localização única e complicada fez com que as estruturas fossem espalhadas por vários locais da montanha. Devido a isso, e devido as condições extremas do local, há um total de 3 casas com cuidadores também espalhados pelo templo. A área principal, onde é feita as oferendas á Deusa, é a parte mais alta do templo. É dito também que essa é a área onde a Deusa teria dormido, enquanto construía o Templo.

Segundo as lendas Seishinistas, Mara teria se isolado no topo da montanha e construído o templo a mão. Esse teria sido o primeiro templo Seishinista em toda a Freny (por lenda, na realidade não é o mais antigo), e marca um importante desenvolvimento da Deusa. Ela teria então descido da montanha como uma pessoa diferente. Isso é emulado como uma tradição em Freny, onde crentes mais tradicionais fazem uma espécie de peregrinarem até o templo uma vez por ano, normalmente perto das celebrações de fim de ano.



Patrimônios Naturais

O Monte Yamakane

O Monte Yamakane é a mais alta montanha da cordilheira de Zan, e de longe o maior vulcão na ilha de Honruma. O Yamakane é de extrema importância para a cultura, religião e identidade Freniana, sendo muitas vezes descrito como "o coração de Freny". Segundo as crenças, dentro do vulcão estaria escondido o Palácio de Mara, o lugar onde supostamente a Deusa atualmente reside. Há apenas 2 entradas para o palácio, uma no topo do Yamakane, e uma escondida no templo de Mara, que também fica próximo ao topo da montanha.

A economia das cidades ao redor do monte é muito dependente dele, principalmente pelo turismo. Nas cidades e templos ao redor da montanha é comum ver lugares que fazem turistas experimentarem "um dia de monge", onde o cliente passa o dia realizando rituais Seishinistas antigos, passeando pelas partes mais bonitas do templo, fazendo pequenas viagens pela montanha. Essas práticas são muito criticadas, principalmente pela parte mais conservadora da nação.

O Yamakane possui 3.472 metros de altura, é o ponto mais alto de toda Honruma. Ao seu redor, há uma bela floresta de alta altitude, é onde a maioria das vilas montanhosas de Freny habitam. Já foi encontrado pequenas casas em cavernas dentro da montanha, essas pequenas casas datam até a pré-história. Pouquíssimas delas estão abertas para visitas de turistas, no entanto.

A Ilha de Santoshi

No noroeste Tenshin, a cerca de 14km da costa, há a isolada ilha de Santoshi. Ela é uma linda, densa e humida ilha, habitada por inúmeras espécies de fauna e flora, algumas únicas da ilha. Ela é intocada por seres humanos desde 1912, quando foi proclamada propriedade da família Tazakai, e desde então, a família garante que Santoshi seja uma reserva protegida por lei.

[wip]




Patrimônios Imateriais


Read factbook

Alissonovia Lysandus

    Jornal "O Balanço!"
    Trazendo as grandes notícias em poucas linhas para você, leitor cansado!

Aihara aceita entrar na TLCT

Nação kitaia declarou dias depois do convite do futuro país de Tenshima que aceita e tem intenções em entrar no Tratado de Livre Comércio de Tenshima. Duvidosos quanto à unificação tenshin, os aiharanos se mostraram receptivos a futuras relações diplomáticas com o arquipélago unido.

Efeito: +3 de prestígio para cada uma das nações que compõem Tenshima

Frente Parlamentar "Não à Unificação" é criada em Freny

Cidadãos e parlamentares descontentes do reino de Freny com a aproximação do país rumo à reunificação de Tenshima se juntaram e formaram um movimento parlamentar contrário à unidade das ilhas tenshins. Parte dos parlamentares do Kiokujintai, Gakukeitai e Kenshintai anunciaram uma declaração pública que indicando para a rainha Miko que ela deve "apoiar uma Freny independente".

Parah wrote:12° Reunião Extraordinária do Conselho Popular de 2023

O Conselho Popular declara o "Estado Socialista de Parah", onde todo o poder emana da classe trabalhadora e define, inicialmente, por meio de sessão extraordinária:

    1) O fim do domínio privado sobre as grandes propriedades de terra, sem compensação advinda do Estado e sua distribuição para trabalhadores sem terra. Todo bem natural passa a pertencer exclusivamente aos trabalhadores, geridos por cooperativas a serem criadas.

    2) A nacionalização e estatização de todas as empresas nacionais, que serão regidas por meio de uma política popular, sem ter como objetivo o lucro, geridas pelo Conselho de Planejamento Econômico, associado ao Ministério da Economia.

    3) A nacionalização e estatização dos bancos, filiados, agora, ao Conselho Financeiro Nacional, que responde politicamente só ao Banco Central, sob comando do Conselho Popular.

    4) Decreta o fim das obrigações de pagamento as dívidas internacionais contraídas durante a monarquia, como o primeiro golpe contra o capital internacional. Posiciona contrário a toda forma de dominação e se alinha a autodeterminação dos povos.

    5) Estabelece o trabalho obrigatório, como forma de conter o parasitismo de castas sociais que se sustentaram pela força do trabalhador.

    6) Declara-se, por fim, o armamento da população, a fim de criar uma nova força armada, expurgando as influências burguesas que porventura comandam e dominam as forças armadas e, assim, cria-se o Exército Vermelho. A política militar da ESP será definido pela não intervenção estrangeira, defesa da soberania dos povos e pela diplomacia internacional, buscando a harmonia dos trabalhadores de todos os povos, por meio da Cúpula Internacional dos Trabalhadores.

O Conselho aponta ainda um Secretário-Geral, que será responsável pela política exterior do país e por chefiar o Gabinete de Ministros composto por membros do Partido dos Trabalhadores. O poder do secretário geral estará limitado pelo poder do Conselho Popular, enquanto o período de transição estiver em progresso e o Estado abolido. As medidas estarão em vigor imediatamente.

Assinado: [Lista de 500 membros do parlamento] [22 Generais do Exército] [22 organizações populares + suas lideranças.

Parah wrote:Os primeiros dias após a revolução

Iana amanheceu como se nada tivesse acontecido, como se no dia anterior canhões e homens armados não tivessem desfilado por sobre a avenida principal, de onde o Imperador, que sequer chegou a ser entronizado, foi preso. Alguns generais tentaram se movimentar, ataques a norte e por algumas horas tiveram o controle de quase metade da cidade de Iana, mas era aquela metade pobre, exaltada pela revolução, armados e que logo caíram nas graças de alguns membros do baixo escalão do exército, em suma, foi uma revolução sem muita violência aparente.

As mulheres tiveram papel fundamental, assumiram diversas posições nas milícias populares, fizeram verdadeiros escudos humanos para defender nossos homens dos tiros dos soldados, incapazes de atirar em suas primas, irmãs, avós, mães e companheiras. Elas comandaram a revolução e ditaram seu ritmo, manifestando sua vontade máxima com Alyssa Ayn, como mente por trás do Partido e Secretária-Geral da ditadura do proletariado. Tão logo assumiu Alyssa declarou em vídeo que circulou nas redes sociais, o fim do "patriarcado" e das opressões estruturais do homem sobre a mulher na sociedade parahi. Não à toa, o atual Gabinete de Ministros terá apenas um homem, no comando do Ministério da Cultura.

O Conselho Popular, que é o parlamento Parahi, agora ostenta a foice e o martelo, os membros, todos fazem parte do Partido Trabalhista, agora renomeado Partido Comunista Parahi, que vai comandar o país num sistema de partido único, mas planeja-se, sobretudo quando a poeira baixar, a criação de um sistema de sorteio entre aqueles que desejem contribuir para o prosseguimento da revolução, que não pode parar. O Conselho dos Sábios, instituição máxima do judiciário do país, será composto por nomes indicados diretamente pelo Conselho Popular, com os principais nomes do abolicionismo penal e pensadores do comunismo.

Aos nobres, cabe a sua extinção e o julgamento pelos seus crimes. Devemos, assim, assumir, que todos aqueles homens na linha de sucessão ao trono, independente da idade, estão condenados à morte, para que não haja possibilidade de reivindicação ao trono. As mulheres e moças, estarão livres para seguir seu caminho, menos aquelas com tal associação que possa por em risco a segurança nacional, essas ou serão presas ou condenadas à morte. Crianças e adolescentes, de todos os gêneros, pertencentes as castas nobres mais baixas passarão pelo Instituto de Reeducação Política, para imbuir neles o valor do trabalho e do comunismo e retornarão à sociedade como membros da classe trabalhadora, como camaradas. A violência, infelizmente, faz parte do processo revolucionário, e enquanto todos os envolvidos não forem julgados, ela não pode parar.

As rádios, serviços de televisão e internet estão por ora desativados, mas voltarão aos poucos. Primeiro a rádio, depois a televisão, com proibição a sinais vindos do exterior e depois a internet. Com o uso de sua tecnologia e capacidade de pesquisa, se pretende desenvolver uma internet própria e fechar o resto do país as informações advindas das potências burguesas.

Assim, esses são os primeiros movimentos do governo.

Golpe de Estado no Parah reinaugura "período da desconfiança" em Tellus

A ascensão de um Estado comunista em Kitainan restaurou ao mundo os ventos da ideologia comunista que, após a Quarta Guerra Mundial, estagnou-se em Socialist Republic of Ransland e Republic Popular of Lorien, bem como Inuedo como resquício do que era a Aliança Internacional Socialista comandada pela Federação dos Estados Socialistas da Alissonovia. Em todo o mundo, partidos alinhados à esquerda, seja ela a revolucionária ou mesmo a light ou social-democrata, comemoram abertamente ou em reuniões mais particulares.

Efeito: boom das ideologias comunista e socialista em países que já as possuem. Governos de pautas mais inclinadas às dessas ideologias podem receber maior apoio parlamentar.

Bancos, empresários, nobres e anticomunistas pressionam governos a repudiarem os eventos no Parah

Após o anúncio do Parah acerca da nacionalização e estatização de empresas, a desconfiança no mercado kitaio cresceu entre os investidores, principalmente na Telephassa. Em países que possuem grande vínculo com bancos, como Znatsnaz, a preocupação com investimentos perdidos foi gritante. Já em relação a sistemas monárquicos e também os sistemas democráticos, apoiadores do monarquismo e dos movimentos a favor da democracia (mesmo entre a esquerda) pressionam governos a anunciarem represálias contra Parah. Nobres, ricassos e parlamentares entusiastas da democracia em Lysandus, Girania e Imperio de Jandira, bem como anticomunistas que sentiram as propagandas contra a FESA e também democráticos (muitos deles, monarquistas) em Repes, anunciam em suas redes sociais e comentários nos altos círculos que apoiarão o governo caso o mesmo se pronunciar contrário aos acontecimentos que julgam "desumanos" no Parah, principalmente em relação à família imperial parahi.

Em Kitainan, nos países de Tenshima (Freny, Nova Brazilis e Xiburian), o medo é de que a revolução no Parah afete a economia de todo o continente. Entusiastas socialistas nos três países, pela proximidade com Parah tanto geográfica como cultural, abertamente comemoram "o sucesso da classe operária".

Intervenção de Repes em Parah é anunciada pela mídia kitaia

IANA - A mídia kitaia e principalmente de Parah anunciou uma "intervenção repesiana" nas águas do Estado Socialista. Um porta aviões identificado como de Repes juntamente com um pequeno agrupamento de elite realizaram uma missão de identificação e resgate de Sua Majestade o Imperador do Parah e parte da nobreza ainda viva. Cerca de 40% dos nobres foram resgatados, juntamente com a família imperial central (ou seja, o imperador e sua família próxima).

Apesar da população repesiana aparentemente celebrar a ação do país, críticos ao governo Syzark chamam a presidente de governo de "hipócrita" por querer remover a monarquia repesiana agindo para salvar membros da monarquia e nobreza parahi.

A Liga das Nações anunciou condenar a intervenção de Repes sem a mediação dos conflitos e sem respaldo internacional. A LN também anunciou estar observando as movimentações no Parah, declarando "estar a favor da autodeterminação dos povos na ordem e democracia, condenando remoções abruptas do poder ao invés de uma transição gradual e pacífica". A LN ainda declarou "estar acompanhando as punições contra parte da população parahi motivadas pelo governo", afirmando estar contrária a "punições arbitrárias, de interesse do governo e não conformes ao espírito da justiça internacional".

Efeitos: -4 de prestígio para Repes; -6 de prestígio para Parah; Parah ganha direito de processar Repes no Tribunal de Zerrik; monarquistas em Parah aumentam sua radicalidade; pressão dos monarquistas, liberais, classe rica/nobre, classe militar de países de história democrática para seus governos se pronunciarem a respeito do acontecimento em Parah; -2 de prestígio para os países de Tenshima, +2 de prestígio para países atualmente com governos alinhados ao socialismo e comunismo; tensão global sobe para 15%

La Gaceta
El mundo aquí

Generalitat chama o embaixador venardo em Parah

Após o golpe de Estado em Parah, a Secretaria de Exteriores chamou a Montserrat o embaixador Vasco Piñón, que representa o Reino Unido no país.

A situação parahi é acompanhada com atenção pelo secretário Arnau Tripletz. "Pedimos aos cidadãos venardos que sigam as instruções locais e procurem sair do país".

Nos bastidores, as execuções sumárias e o confisco de propriedade privada causaram apreensão na Secretaria de Exteriores.

Parah wrote:Os primeiros dias após a revolução

Iana amanheceu como se nada tivesse acontecido, como se no dia anterior canhões e homens armados não tivessem desfilado por sobre a avenida principal, de onde o Imperador, que sequer chegou a ser entronizado, foi preso. Alguns generais tentaram se movimentar, ataques a norte e por algumas horas tiveram o controle de quase metade da cidade de Iana, mas era aquela metade pobre, exaltada pela revolução, armados e que logo caíram nas graças de alguns membros do baixo escalão do exército, em suma, foi uma revolução sem muita violência aparente.

As mulheres tiveram papel fundamental, assumiram diversas posições nas milícias populares, fizeram verdadeiros escudos humanos para defender nossos homens dos tiros dos soldados, incapazes de atirar em suas primas, irmãs, avós, mães e companheiras. Elas comandaram a revolução e ditaram seu ritmo, manifestando sua vontade máxima com Alyssa Ayn, como mente por trás do Partido e Secretária-Geral da ditadura do proletariado. Tão logo assumiu Alyssa declarou em vídeo que circulou nas redes sociais, o fim do "patriarcado" e das opressões estruturais do homem sobre a mulher na sociedade parahi. Não à toa, o atual Gabinete de Ministros terá apenas um homem, no comando do Ministério da Cultura.

O Conselho Popular, que é o parlamento Parahi, agora ostenta a foice e o martelo, os membros, todos fazem parte do Partido Trabalhista, agora renomeado Partido Comunista Parahi, que vai comandar o país num sistema de partido único, mas planeja-se, sobretudo quando a poeira baixar, a criação de um sistema de sorteio entre aqueles que desejem contribuir para o prosseguimento da revolução, que não pode parar. O Conselho dos Sábios, instituição máxima do judiciário do país, será composto por nomes indicados diretamente pelo Conselho Popular, com os principais nomes do abolicionismo penal e pensadores do comunismo.

Aos nobres, cabe a sua extinção e o julgamento pelos seus crimes. Devemos, assim, assumir, que todos aqueles homens na linha de sucessão ao trono, independente da idade, estão condenados à morte, para que não haja possibilidade de reivindicação ao trono. As mulheres e moças, estarão livres para seguir seu caminho, menos aquelas com tal associação que possa por em risco a segurança nacional, essas ou serão presas ou condenadas à morte. Crianças e adolescentes, de todos os gêneros, pertencentes as castas nobres mais baixas passarão pelo Instituto de Reeducação Política, para imbuir neles o valor do trabalho e do comunismo e retornarão à sociedade como membros da classe trabalhadora, como camaradas. A violência, infelizmente, faz parte do processo revolucionário, e enquanto todos os envolvidos não forem julgados, ela não pode parar.

As rádios, serviços de televisão e internet estão por ora desativados, mas voltarão aos poucos. Primeiro a rádio, depois a televisão, com proibição a sinais vindos do exterior e depois a internet. Com o uso de sua tecnologia e capacidade de pesquisa, se pretende desenvolver uma internet própria e fechar o resto do país as informações advindas das potências burguesas.

Assim, esses são os primeiros movimentos do governo.

Alissonovia and Parah

Parah

Carta aberta aos trabalhadores parahi e do mundo

Cidade de Iana, 2023

    Muito recentemente acompanhamos uma aurora vermelha sobre nossa nação, a qual se livrou das garras do autoritarismo burguês e de sua democracia liberal corrompida. A vitória dos trabalhadores é imparável, inegável e irremediável e irá, se me permitem dizer, expandir em direção às nações de todo o mundo, sobretudo aquelas espoliadas no jogo econômico, social e político.

    Enfrentamos, infelizmente, uma série de pressões, externas e internas, que só serão contidas quando da criação de uma fraternidade internacional socialista, e na condenação das nações capitalistas como perversas e degeneradas. Assistimos, em especial, a influência da maior organização criminosa conhecida, o Império de Repes. Não vamos nos calar diante de um Estado — pois não iremos imputar numa nação lobotomizada, a ingerência — que não respeita aos trabalhadores e sua luta, nem com aqueles que se põem contra a revolução. Tomaremos, nesse sentido, ações energéticas contra esse país, que poderá ser apresentado diante da corte internacional ou não. Também não vamos nos furtar a luta, se isso for necessário, para condenar e punir uma monarquia corrupta, associada a tudo o que há de pior, inclusive amalgamada, na sua história, com o tráfico internacional de pessoas.

    Quanto à fuga massiva de nobres diante dessa intervenção, aos que ficaram, receberão a punição daqueles que fugiram, com aceleração dos processos de julgamento e execução sumária de todos os condenados que tiverem conexão com o Imperador ou apresente sinais de resistência a revolução, inclusive, na tentativa de traição, na criação de movimentos pedindo a restauração da monarquia.

    Por último, dirijo-me diretamente aos trabalhadores do Parah. A criação da Milícia Vermelha e a posteriori do Exército Vermelho, visa o armamento do povo e a defesa de nossa autodeterminação e o prosseguimento da revolução, aulas de tiros serão organizadas nas fábricas, fazendas e centros de distribuição de nosso país, pelo menos duas vezes por semana durante os próximos seis meses. Peço que não se assustem, nem que percam o ânimo, nada pode parar a natureza raivosa e benevolente da nossa revolução.

"Arthazien ganthj abanlen uuji!"
"Trabalhadores do mundo, uni-vos!"

Secretária-Geral do Partido Comunista e Chefe do Gabinete de Ministros, Alyssa Ayn

Newark Post (Or Another Generic Journal Name), ST. OWEN

    "O que diabos acontece em Parah?" - Maurice Taylor
    Acho que é uma pergunta frequente a todos os leitores de Tellus. E olha que revoluções, torneios de futebol e a zorra indiscriminada são características do continente Agroterano, mas olha, essa foi de tirar o chapéu até mesmo para os nossos padrões: uma revolução COMUNISTA, expurgo de cidadãos, ameaça a outras nações - infinitamente superiores a quem ameaça, inclusive - sem contar em aulas de tiro, em FÁBRICAS (o que faz toda ZORRA de sentido). As vezes penso que Alyssa Ayn é uma comediante e tudo isso é uma grande pegadinha em conjunto de nosso grande John Klebs - que em algum momento vai mandar um "PARAH, PARAH, PARAH!". Mas sabe o mais impressionante? Que ninguém tá dando a mínima para os nobres que tão morrendo nessa porra. Ok que as roupas deles valem mais do que minha casa e possivelmente meu carrinho econômico, mas ainda assim eles merecem viver poxa. Alô Governo de Newark Isle, Imperio de Jandira, Liga das Nações, vão deixar os engomadinho ser furado mesmo?

    "Batatas, Batatas, e Lançamento de Foguetes?" - Alice Merc
    Depois do lançamento da Campanha "Potato Pride" milhares de Newarkins estão sendo obrigados a inserir em sua dieta infinitas variações de pratos envolvendo batatas. Entrevistamos Marie Horns, uma local que foi beneficiada pelo programa do governo e agora não sabe o que fazer com as numerosas batatas em seu terreno. "Eu já todimaiscansada de cumêbatata oiá, nós cumemo sopa de batata, pão de batata, bodibatata, refri de batata, cachaça de batata, nóis num aguenta mais". A indignação de Alice é bem fundamentada tendo em vista que o governo aparentemente não liga se a dieta de grande parte da dieta da população se basear em tubérculos mas sim em lançar um treco de metal no espaço. Treco esse que vale milhões. Tentamos entrar em contato com o pessoal da imprensa da Agroteran Space Agency mas eles declinaram nossa entrevistam alegando que "não falam com palhaços" o que eu achei bem contraditório tendo em vista que eles recebem financiamento de 5 palhaços no poder do país. Como será que eles se comunicam? Telepaticamente? Vamos abrir uma enquete sobre isso no Tigerwitter.

    Outras noticias:
    - Porque os jogadores da Seleção de Futebol de Newark são tão ruins?
    - Entenda como uma senhora de 70 anos confundiu suas passagens aéreas para Alissonovia pegando um voo para Alessandrian Empire
    - Tigerwitter é um ambiente toxico? Especialista que apontava que sim é cancelado nas redes sociais.

Sobre a revolução no Parah:

  1. O governo do Reino de Avaron considera que se trata de um desenrolar interno que não nos diz respeito.

  2. Expressamos preocupação com as expropriações, e solicitamos ao novo governo que informe o volume de ativos e investimentos avaros envolvidos nessa manobra.

  3. Por questão de neutralidade diplomática, não iremos remover embaixador avaro do território Parahense

  4. Solicitamos que os cidadãos avaros sejam autorizados a deixar o país em segurança, e que se algum cidadão avaro foi preso por crimes políticos, seja libertado e banido do território parahense.

Ofício da secretaria de relações internacionais.

«12. . .218219220221222223»

Advertisement