by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

Post

Region: Novo Brasil

Freny wrote:___Jitsu | Kyo___

O portal de Notícias Frenianas
______________

Terrorista é Preso no Círculo de Kahi

Ontem ás 19:42, um terrorista foi preso tentando entrar na área de Kahi. Ele carregava uma bomba consigo, e era esperado que ele á explodisse na fronteira entre Xiburian e Freny. A polícia ainda não liberou muitas informações, mas pelo que já sabemos, ele faz parte de um grupo Ultranacionalista Freniano, que busca a anexação do Circulo de Kahi por Freny. Esse é o segundo terrorista preso nos últimos 3 meses com a mesma finalidade, o governo Freniano não se pronunciou sobre o assunto ainda.

A disputa pelos territórios da antiga capital do Império de Tenshima (Local agora apelidade de "Círculo de Kahi") entre Freny e Xiburian já causou muita instabilidade e tensão na região, que é atacada por terroristas demandando o fim da disputa a anos. Na ultima semana, um protesto pedindo a liberação de um país autônomo na região de Kahi acabou com 12 feridos, mas com sorte nenhuma morte. As negociações sobre qual o fim dessa disputa se prolongam a décadas, e nunca vão a lugar nenhum.

Festivais Começam por toda Freny

Nas primeiras duas semanas de fevereiro, diversos festivais irão acontecer em toda Freny. Estes festivais são principalmente para Mara, a principal Deusa na religião Freniana. Nestes festivais, é comum ver Frenianos usando roupas tradicionais e soltar lanternas de papel nos céus, fogos de artifícios iluminando a noite junto das estrelas. Apesar de não serem feriados, muitas lojas fecham durante este período, já que é tradição ficar com a família e aquelas que ama nos festivais.

Muito Obrigado, e que tenha um bom dia.

#BioConservador

Os chefes das famílais Tahana e Gakiba foram convocadas para uma reunião com a família Kitaero (donos da empresa Yosai). Nessa reunião, será discutido a venda de terras das duas famílias próximas à Maho para a empresa, além da possibilidade de Yosai vender soros de hibridização nas terras das duas famílias. Konoe Tahana, uma mulher de 49 anos, Daimiô da família Tahana e dona do estabelecimento onde a reunião ocorre, inicia as conversas.

— Dou boas vindas ao Daimiô do clã Gakiba, Saigou, e para a Damiô do clã Kitaero, Tarazawa. Que Mara nos guie em direção à um acordo favorável a todas as famílias. Agora passo a palavra para a família Kitaero.

Tarazawa, uma mulher de 38 anos com longos cabelos negros e olhos tão escuros quanto, se levanta. Ela apesar de não ter uma aparência agradável ao olhar conseguiu forjar uma reputação administrando a empresa de sua família, Yosai Corp. Hoje, no entanto, ela precisava manter uma postura firme e rígida, e tentar convencer ás duas outras pessoas nesta sala à vender as terras perto da cidade de Maho.

— Muito obrigada, Konoe. Quando eu herdei de minha mãe as responsabilidades de administrar tanto um clã quanto a empresa mais poderosa de toda Freny, eu tinha apenas um objetivo em mente: trazer às terras Frenianas aquilo que foi negado á eles desde o começo. Nós hoje vemos o mundo em nossa volta crescer, evoluir, inventar e inovar. Mas nós continuamos presos ao passado, presos a brigas sem sentido sobre territórios perdidos e ganhos décadas atrás. A nossa empresa quer trazer a inovação para Freny, trazer o mundo exterior para nossas terras, e reconquistar a nossa honra, agora manchada com a aparência de um país atrasado. Espero que entendem o quão importante, não só para suas famílias, mas para toda Freny a venda dessas terras é.

Tarazawa se senta, os outros dois ficam em silêncio por alguns segundos, encarando um ao outro atravéz da longa mesa que os separa. Saigou, Daimiô de Gakiba, então se levanta. Ele era um homem de apenas 29 anos, não era muito inteligente nem forte. Na verdade, a sua falta de habilidades administrativas deixou a família Gakiba numa situação bem complicada, era comum membros do clã traírem uns aos outros, e há rumores que existem pessoas querendo tirar Saigou do poder.

— Acho mais importante falarmos sobre o real problema aqui, a venda dos soros hibridizantes sobre o nosso território. Acredito que devemos seguir exemplo das famílias Takazaki e Agurishi e legalizar a venda do soro. Um dos ensinamentos mais importantes de Mara é que devemos sempre buscar o melhoramento pessoal e o conhecimento, e essa parece ser a melhor opção no momento— Konoe se levanta antes de Saigou terminar de falar, e diz: — Buscar o conhecimento e o melhoramento pessoal é uma coisa, agora abandonar a sua humanidade, se rebaixando ao nível de meras bestas é humilhante e desonroso. Tenho certeza que os Deuses sentem pena daquelas almas que se enganam e acreditam que se transformar em um animal é algo aceitável. Os soros devem continuar ilegais. Os Takazaki apenas legalizaram para melhorar as relações internacionais, são a família real no fim da conta, e os Agurishi são os cãezinhos da Rainha, agora eles podem oficialmente se rebaixar a animais de estimação.

Tarazawa fica quieta apenas ouvindo o tom de voz dos outros dois aumentar, tudo indo de acordo com o planejado. Agora, falta apenas força-los um pouco mais. Ela então diz:

— Por favor não ergam o tom de voz por algo tão simples. Mas concordo com Saigou, a venda dos soros é um assunto controverso e importante. A porcentagem de híbridos nos locais em que o soro é legalizado vem aumentando faz anos, e o resto da população também esta começando a praticamente implorar pela venda no país inteiro. Apenas na cidade de Maho, 7% da população já tomou o soro, e esse número é esperado de aumentar nos próximos anos. E na capital, esse número chega perto de 10%. Há mais híbridos em Shiro do que Luaharianos. É um mercado enorme e muito lucrativo que ambos estão perdendo. Eu proponho que Yosai Corp poderá vender soros hibridizantes nos territórios das duas famílias, com a condição de que, além dos impostos, mais 8% de todo dinheiro ganho com a venda dos soros seja dado aos cofres dos dois clãs.

Os dois que estavam prestes a brigar agora sentam e se acalmam. O assunto da venda dos soros hibridizantes em Freny é algo muito discutido entre o público, porém pouco falado entre os Damiôs. Alguns lugares, como os territórios da família real e a região metropolitana de Maho, a venda do soro é legal, e grande parte deles são vendidos pela Yosai. Ainda sentado, Saigou volta a falar, num tom mais calmo do que antes:

— Achei esta proposta muito interessante. No entanto terei que discutir com meus conselheiros. Mas por enquanto, pode contar com o meu apoio.

Konoe, que estava quieta ouvindo e pensando sobre a proposta de Tarazawa, se levanta para dar sua opinião sobre o assunto mais uma vez:

— Aceitar a venda de soros que nos rebaixe a animais é algo horrendo, e como meu trabalho de Damiô, devo proteger qualquer pessoa vivendo sobre minhas terras dessas aberrações. Vou convocar uma reunião com a Assembleia, e todas os Daimiôs de Freny para discutir de uma vez por todas o banimento do soro em solo Freniano, além de uma multa para a família Kitaero por corromper uma porcentagem grande da população.

Tarazawa fica surpresa com as palavras de Konoe, não esperava que esse assunto se escalasse de uma maneira que envolva todos os Daimiôs. Ela esta ansiosa e com medo sobre essa "multa", as punições da Assembléia podem ser muito severas, principalmente para uma família com influência como a Kitaero. Mas agora ela precisa manter a calma, e não ceder ao desespero:

— Entendo seu ponto de vista, mas não precisamos tomar uma decisão tão drástica como invocar uma reunião com todas as famílias, principalmente com algo assim. A venda dos soros em território Tahana pode continuar ser ilegal, agora, vamos voltar a falar sobre a venda de terras... — Antes de Tarazawa prosseguir, Konoe a interrompe — Desculpe, esse assunto não me interessa. Continuaremos com nossas terras, e continuarei a convocar a Assembleia. Irei ser lembrada como aquela que salvou Freny de virar um zoológico. Muito obrigado, e encerro esta reunião.

Saigou não diz nada depois disso. Apenas se levanta, cumprimenta as duas, e se retira do palácio. Ele agora esta pensando em como promover a legalização do soro em toda Freny. Tarazawa, no entando, fica um tempo de cabeça baixa, ela acredita que se esse assunto for levado para uma reunião na Assembléia, o soro provavelmente será ilegalizado em Freny, e ela terá que pagar uma grande multa pela venda dos soros. Mas agora não pode fazer nada, além de se levantar, cumprimentar Konoe, e pensar no que falar na próxima reunião da Assembleia.

OFF: Mestre: Imperio de Jandira

Isso é só pra explicar algumas coisas ditas no #BioConservador.

-Daimiô: Em Freny, um Daimiô é a pessoa que lidera uma das famílias mais importantes, ele é um súdito da rainha, e cada Damiô tem um território em que deve governar.

-A venda de soros: São poucos lugares que vendem soros hibridizantes em Freny, apenas os territórios de duas famílias: os Takazaki e Agurishi (Takazaki é a família real de Freny, enquanto os Agurishi governam a cidade de Maho, a mais populosa do país.)

-Mara: A Deusa que segundo as lendas teria fundado Freny, ela é a principal Deusa no folclore Freniano.

-Yosai Corp: A Yosai é uma empresa fundada entre 1920 e 1940, e é atualmente a maior empresa em Freny, sendo uma das únicas que vende os soros. Ela é focada em tecnologia de informação, principalmente na venda celulares, que são os mais usados em Freny.

#Bioconservador

East Report
"From the East to the World"

#Protestos explodem em Kinsu

A capital de Xiburian se encontra com diversos protestos. Um deles é relacionado ao Circulo de Kahi, com alguns manifestantes demonstrando insatisfação ao ser divulgado que um terrorista de Freny planejava um atentado na fronteira entre as duas nações. No parlamento no palácio das flores, alguns políticos pedem uma atitude rígida do Primeiro Ministro Tsuberu.

Em paralelo, houve um conflito entre duas manifestações pró e contra híbridos. Um grupo pequeno de híbridos que estaria reclamando de péssimas condições de trabalho e da falta de acesso a direitos básicos entraram em conflito com grupos extremistas que pregam o isolamento de tal minoria, pregando também a proibição nacional do soro hibridizador. Uma outra polêmica que Xiburian vive em relação ao assunto, seria o uso de soro por alguns empresários e feudais para modificar trabalhadores que tá foi denunciado recentemente pela Princesa Regente Kitsuri Egao.

Mestres: Imperio de Jandira e Magna Atlantica

ContextReport